Auxílio Emergencial: Caixa abre conta digital para quem teve problema para sacar em outro banco

0

Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), disse que os cidadãos que tiveram problemas com as contas bancárias para recebimento do auxílio de R$ 600 vão ter contas digitais da Caixa para recebimento do dinheiro.

“Qualquer pessoa que tenha qualquer problema em relação a outro banco, nós abrimos gratuitamente a conta digital para que o cidadão brasileiro não saia prejudicado”.

3,5 milhões de beneficiários que fizeram o cadastro do Auxílio Emergencial e indicaram um outro banco para o pagamento, já receberam o dinheiro. Entretanto, cerca de 700 mil tiveram problemas nas contas informadas, para essas pessoas que não conseguiram, a CEF criou contas digitais, informou o presidente da Caixa.

Para ter acesso a conta digital, você terá que baixar o aplicativo Caixa Tem.

50 milhões já receberam o auxílio

auxilio emergencial

Até agora, segundo informações da Caixa Econômica Federal, 50 milhões de brasileiros, já receberam o Auxílio Emergencial de R$ 600, sendo um total de R$ 3,5 bilhões.

Enfim, até o momento, 4,7 milhões de pessoas já concluíram o cadastro no site e no aplicativo, neste caso, podem solicitar o benefício: informais, autônomos, desempregados e MEIs.

539,3 milhões de visitas foram feitas ao site caixa.gov.br, já na central exclusiva do telefone 111 foram feitas 107,9 milhões de ligações.

Também já foram feitos:

70,4 milhões de downloads do aplicativo Auxílio Emergencial Caixa
68,9 milhões de downloads do aplicativo Caixa Tem (para movimentação da poupança digital).

Quem poderá receber o Auxílio Emergencial: Veja as regras

  • seja maior de 18 anos;
  • não tenha emprego formal;
  • não seja titular de benefício previdenciário ou assistencial, beneficiário do seguro-desemprego ou de programa de transferência de renda federal, ressalvado o bolsa-família;
  • a renda mensal per capita seja de até meio salário mínimos ou a renda familiar mensal total seja de até três salários mínimos;
  • que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70. Exigência excluída pela Câmara em 16 de abril de 2020.

O auxílio vai ser cortado caso aconteça o descumprimento dos requisitos acima. O texto também deixa claro que o trabalhador deve exercer atividade na condição de:

  • microempreendedor individual (MEI); ou
  • contribuinte individual do Regime Geral de Previdência Social que trabalhe por conta própria; ou
  • trabalhador informal, seja empregado ou autônomo, inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), até 20 de março de 2020, ou que se encaixe nos critérios de renda familiar mensal mencionados acima.

Duas pessoas da mesma família podem receber cumulativamente o Auxílio Emergencial e o benefício Bolsa Família, sendo que quem é beneficiário do Bolsa Família pode mudar para o auxílio de R$ 600, desde que o valor seja maior do que é recebido pelo Bolsa Família.
Do mesmo modo, a trabalhadora informal, chefe de família com filhos menores, irá receber um valor de R$ 1.200.

Como solicitar o auxílio

  • Acessando aqui para entrar pelo site: https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio
  • Clique aqui para baixar o aplicativo para celulares Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio
  • Clique aqui para baixar o aplicativo para iOS (celulares da Apple): https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331
  • Primeiramente você deverá acessar a página incial oficial do site da Caixa (https://auxilio.caixa.gov.br/#/inicio);
    Depois, na página seguinte, serão mostrados os requisitos para ter direito ao Auxílio Emergencial de R$ 600,00 a R$ 1.200;
    Em seguida, o trabalhador informal deverá preencher os dados como nome completo, número do CPF e a data de nascimento
    você também deverá preencher o número do celular para recebimento de um código de verificações por SMS;
    Quando o código de verificação chegar por SMS deverá ser colocado no campo código recebido;
    Ao fazer isso, deverá ser informado a renda, o ramo de atividade (as opções que você irá encontrar no sistema: Agricultura e Pecuária, Extrativismo/Pesca, Comércio, Produção de Mercadoria, Prestação de serviços, Trabalho Doméstico, Outros), estado e cidade;
    Logo depois, o trabalhador vai poder escolher se deseja receber o valor do auxílio em uma conta bancária existente ou criar uma poupança digital;Em seguida, o trabalhador escolhe se quer receber em conta já existente ou criar uma poupança digital;
    Informando a opção, você deverá fornecer seu documento (RG ou CNH)
  • Finalizando, aparece o aviso de que o pedido do Auxílio Emergencial está em análise.