Auxílio Emergencial: Data de pagamentos da 2º e 3º parcela para cadastrados no Bolsa Família

0

O auxílio emergencial do governo de R$ 600 estabeleceu um cronograma de pagamento para a primeira parcela ao qual já está sendo finalizado. Com isso apenas alguns beneficiários do Bolsa Família receberam esta semana. Dessa forma, você vai ficar sabendo as datas de pagamento da segunda e terceira parcela do auxílio.

coronavoucher

Antes de discutir as próximas parcelas, saiba quem ainda pode obter a primeira parcela nesta semana:

  • Segunda 27: Recebem os beneficiários do Bolsa Família com o NIS (Número de Identificação Social) FINAL 7
  • Terça 28: É a vez os beneficiários do Bolsa Família com o NIS (Número de Identificação Social) FINAL 8
  • Quarta 29: É o dia dos beneficiários do Bolsa Família com o NIS (Número de Identificação Social) FINAL 9
  • Quinta 30: Por fim recebem os beneficiários do Bolsa Família com o NIS (Número de Identificação Social) FINAL 0

Ao final da primeira rodada de pagamentos, é hora de entender a programação das outras parcelas. Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento continua seguindo a data já determinada pelo plano social.

Segunda parcela do auxílio de R$600 no Bolsa Família

O segundo lote será pago entre os dias 18 e 29 de maio, com base no número final de NIS:

  • dia 18: NIS final 1
  • dia 19: NIS final 2
  • dia 20: NIS final 3
  • dia 21: NIS final 4
  • dia 22: NIS final 5
  • dia 25: NIS final 6
  • dia 26: NIS final 7
  • dia 27: NIS final 8
  • dia 28: NIS final 9
  • dia 29: NIS final 0

Finalmente, o terceiro pagamento será pago novamente de 17 a 30 de junho, de acordo com o número final do NIS.

  • dia 17: NIS final 1
  • dia 18: NIS final 2
  • dia 19: NIS final 3
  • dia 22: NIS final 4
  • dia 23: NIS final 5
  • dia 24: NIS final 6
  • dia 25: NIS final 7
  • dia 26: NIS final 8
  • dia 29: NIS final 9
  • dia 30: NIS final 0

Contas Digitas da Caixa

O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que, através do programa de pagamentos do Auxílio Emergencial, haverá 30 milhões de brasileiros que antes não tinham contas bancárias com acesso agora a contas digitais.

Ele ressaltou que esta é uma iniciativa social muito poderosa. A partir de agora, essas pessoas poderão fazer transações gratuitamente através desta conta.

Durante a pandemia, é muito importante evitar aglomerações em agências físicas.As contas digitais são um bom exemplo para que os usuários façam transações sem a necessidade de ir a uma unidade do banco.