Auxílio Emergencial ganhará uma nova prorrogação? 

Diante das atuais conjunturas, uma nova prorrogação do Auxílio Emergencial vem sendo cada vez mais provável. Entenda.

Há algum tempo o Governo Federal vem estudando estratégias para definir o futuro do país no âmbito social. Devido a problemas orçamentários para lançar o Auxílio Brasil (novo Bolsa Família) que seria o principal projeto social da atual gestão, torna-se cada vez mais provável que o Auxílio Emergencial ganhe uma nova extensão. 

Conforme o presidente da república, Jair Messias Bolsonaro, em anúncio nesta segunda-feira (18), a prorrogação do Auxílio Emergencial será definida esta semana. Segundo o líder do executivo, ele teria se reunido com o ministro Paulo Guedes para estudar esta questão, de modo a estender o benefício em um valor que trará mais “dignidade” à parcela da população mais necessitada.   

A ideia principal do governo era estabelecer o Auxílio Brasil em um valor superior aos R$ 192 concedidos hoje em dia pelo Bolsa Família, além de ampliar o alcance do programa. O plano era implementar estas mudanças em novembro, justamente, após o fim do Auxílio Emergencial, todavia, devido a dificuldades de abrir um espaço no orçamento da união para o programa, isto é incerto. 

Diante disso, conforme divulgado pelo portal FDR, o presidente e o ministro Paulo Guedes, estudam prolongar o Auxílio Emergencial até 2023. Contudo, ainda não há informações oficiais sobre valores ou se isso de fato irá ocorrer. 

A respeito destas questões abordadas, é preciso enfatizar que o prazo para estabelecer algo para o futuro social do país está apertado. Isto porque, neste mês de outubro, a Caixa Econômica irá distribuir a 7.ª e última parcela do benefício emergencial. Sendo assim, a atual gestão precisa adotar alguma medida o mais rápido possível. 

Importante! Lembrando que caso o Governo Federal opte e consiga lançar o Auxílio Brasil, será necessário a inscrição no Cadastro Único (Cadúnico) para integrar o novo programa.

Comentários estão fechados.