Auxílio Emergencial: Liberado os R$ 600 para quem se cadastrou no app e site

0

O que é

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro concedido pelo Governo Federal destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19.

Quem tem direito ao Auxílio

Pode solicitar o benefício o cidadão maior de 18 que atenda a todos os seguintes requisitos:

  • Esteja desempregado ou exerça atividade na condição de:

– Microempreendedores individuais (MEI);  

– Contribuinte individual da Previdência Social; 

– Trabalhador Informal.

  • Pertença à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo  (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até 3 (três) salários mínimos (R$ 3.135,00).

Pagamentos começam hoje

O governo começa a pagar hoje a primeira parcela de R$ 600 do Auxílio Emergencial para os brasileiros que se inscreveram tanto pelo aplicativo quanto pelo site da caixa. Governo prevê que mais de 9 milhões de pessoas que se inscreveram estão aptas para receber o benefício. O que está previsto para acontecer de hoje até a próxima segunda-feira (20). Lembrando que os depósitos estão sendo feitos diretamente nas poupanças digitais da Caixa, poupanças essas abertas automaticamente na hora do cadastro, ou em uma conta que já existia ao qual o beneficiário indicou.

De acordo com Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal, o pagamento começará por 3,5 milhões de pessoas que têm poupança na Caixa (incluindo as contas digitais abertas automaticamente). Na sequência, devem começar os depósitos para as pessoas com contas em outros bancos. Entre a noite de hoje e o domingo, serão 1,5 milhão desses inscritos com contas em diversos bancos, e na segunda-feira (20), para outros 4,2 milhões, na mesma situação.

O presidente da Caixa Econômica Federal Pedro Guimarães, informou ainda que o pagamento está previsto por 3,5 milhões de pessoas que possuem poupança na caixa. Na sequência os depósitos para as pessoas que possuem contas em demais bancos.