Auxílio Emergencial: Muitas pessoas não irão receber a 3ª parcela

0

O Auxílio Emergencial foi criado para ajudar as pessoas que foram atingidas pela pandemia do novo coronavírus, que causou um caos na economia.

O auxílio de R$ 600 é destinado para microempreendedores individuais, autônomos, desempregados, mães chefes de família, que acabaram tendo suas rendas comprometidas devido ao isolamento social.

Até agora, muitos brasileiros já receberam a primeira parcela e já está sendo paga a segunda parcela. Enquanto isso, a Caixa prometeu para daqui alguns dias divulgar o calendário da 3ª parcela do auxílio.

Mas, você sabia que muitas pessoas podem ficar sem receber a 3ª parcela?

Muitos beneficiários mesmo tendo recebido as duas parcelas anteriores, podem ser cortados na 3ª parcela. Não se desespere! vamos explicar em que caso isso poderá acontecer.

Quem vai deixar de receber a 3ª parcela do auxílio?

É bom que você saiba, que ter recebido a primeira e a segunda parcela, não garante que também irá receber a terceira parcela. Isso pode acontecer porque em cada pagamento ocorre uma reanálise dos cadastros.

Segundo o Ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, existe uma preocupação em ocorrer pagamentos indevidos, ou seja, quem se cadastrou de uma forma irregular e tenha o auxílio cancelado, ou, a pessoa que estava recebendo o auxílio e conseguiu um emprego com carteira assinada, nesse caso o benefício será cortado.

Para poder pagar a terceira parcela, o governo irá fazer uma reanálise de todos os cadastros que já foram aprovados e se eles ainda estão cumprindo os requisitos necessários. Você que recebe o Auxílio Emergencial, e, nesse meio tempo consegue um trabalho formal, a informação irá constar na Carteira de Trabalho e o sistema irá analisar os dados do benefício e irá vetar o pagamento.

Essa regra também vai valer para quem começar a receber outro benefício entre o recebimento da primeira e segunda parcela do Auxílio Emergencial, como, por exemplo, uma aposentadoria, nesse caso também o auxílio de R$ 600 será cortado.

Conheça outros motivos que podem impedir o recebimento da terceira parcela

Outros motivos que podem levar você a não receber a terceira parcela do Auxílio Emergencial, além do que já foi mencionado:

  • Ser empregado com carteira assinada;
  • Estar recebendo seguro-desemprego;
  • Aposentado ou pensionista do INSS;
  • Receber demais benefícios, com exceção do Bolsa Família: Benefício de Prestação Continuada (BPC); Auxílio Doença; Garantia Safra; Seguro Defeso;
  • Ser de família com renda mensal por pessoa superior a meio salário mínimo (R$ 522,50);
  • Renda familiar mensal total maior que três salários mínimos (R$ 3.135);
  • Limite maior que duas pessoas que recebem Bolsa Família na mesma família;
  • CPF irregular.

E a terceira parcela quando será paga?

Segundo o presidente da Caixa Econômica Federal (CEF), Pedro Guimarães, o pagamento da terceira parcela estará disponível em duas semanas. Entretanto, ele disse que também deve anunciar o cronograma de repasses do benefício para o pagamento de lotes residuais para àquelas pessoas que ainda não receberam nenhuma das parcelas.