Não era para acontecer, mas, aconteceu, muitas pessoas receberam através de fraude, o auxílio emergencial, outras receberam por algum erro no sistema. Sendo assim, o Ministério da Cidadania deu inicio ao trabalho de análise de pagamentos.

O que deverá acontecer com quem já recebeu as primeiras parcelas do auxílio de R$ 600? Irá ficar sem receber a prorrogação do benefício que foi divulgado pelo Governo federal.

Para identificar os fradadores e quem recebeu de forma errada o benefício sem cumprir com as regras para ter direito, ou seja, renda familiar acima de três salários mínimos, o governo realiza um “pente-fino” para impedir o recebimento futuro do dinheiro por muitas pessoas.

Um relatório do Tribunal de Contas analisado na quarta-feira, 1° de julho, indica que cerca de 640 mil pessoas receberam o auxílio de forma indevida. Segundo o Ministro do Tribunal de Contas, Bruno Dantas, uma lista com o nome dos supostos fraudadores foi enviada ao Ministério Público Federal.

Atualização frequente da base de dados

Uma parte das bases de dados usadas para fazer o pagamento do Auxílio Emergencial é atualizada em diferentes períodos e pode indicar divergência cadastral, se o beneficiário começou a trabalhar formalmente por exemplo, é motivo para o corte, informou o Ministério da Economia.

“uma nova informação pode sinalizar possível divergência cadastral automaticamente, sendo, então, priorizada uma reavaliação dos dados inseridos pelo requerente”.

Meu Auxílio Emergencial foi cortado, como contestar?

Acontecendo do Auxílio Emergencial ter sido cortado por um motivo que não é verdadeiro, não condiz com a realidade social, você poderá contestar no site da Caixa Econômica Federal (CEF) na página sobre o Auxílio Emergencial ou no aplicativo, também poderá recorrer a assistência da Defensoria Pública da União (DPU) de sua cidade.

Para contestar Auxílio Emergencial será preciso:

auxilio emergencial

Abrir o App ou site da Caixa e clicar em “Acompanhe sua solicitação”.

  • Informar os dados e se cadastrar;
  • A Caixa vai informar o motivo do auxílio ter sido negado. Selecione a opção de “contestar essa informação”;
  • Será mostrada uma mensagem de alerta dizendo que a contestação só pode ser feita uma única vez;
    Informe os motivos que estão sendo contestados e, caso queira continuar, selecione o botão continuar;
    Será exibida uma declaração sobre a veracidades das informações prestadas, concorde com ela;
    O pedido de contestação será analisado pela Dataprev. É possível acompanhar o processo pela opção de “Acompanhe sua solicitação”.