Auxílio emergencial pode ser prorrogado, diz presidente do Senado

0

O auxílio emergencial 2021 poderá ser prorrogado por mais 1 ou 2 meses, afirmou Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado Federal.

O senador participou da 22ª edição da CEO Conference Brasil, promovida pelo banco BTG Pactual.

Auxílio emergencial 2021

“[O auxílio emergencial] pode eventualmente ser reeditado por mais 1 ou 2 meses enquanto não há implantação de um programa perene de assistência social”, declarou Pacheco.

“Independentemente de qual seja o cenário relativo ao auxílio emergencial, precisaremos estabelecer a discussão e a implantação efetiva de um programa social que incremente ou substitua o Bolsa Família, atingindo um maior número de pessoas realmente necessitadas”, acrescentou.

Enquanto isso, o ministro da Economia, Paulo Guedes disse nesta terça-feira (25), que não há intenção de prorrogar o auxílio emergencial 2021, porém, segundo ele, havendo uma piora na evolução da pandemia, será possível prorrogar o benefício.

O ministro também impõe normas para ter uma possível prorrogação do auxílio, como contrapartidas fiscais. Ele citou como exemplo a suspensão dos reajustes salariais dos servidores públicos por mais 1 ano – o congelamento já foi aprovado em 2020, por 2 anos.

A nova rodada do auxílio emergencial começou a ser paga em abril de 2021. Sendo dividida em 4 partes, com valores entre R$ 150 a R$ 375.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil