Auxílio Emergencial poderá ser prorrogado por 3 e 6 meses?

0

O auxílio emergencial terminou em 29 de dezembro de 2020, e muitos brasileiros ficaram sem saber o que fazer sem o benefício. O calendário de pagamentos se encerrou em dezembro, porém, os aques continua até o dia 27 de janeiro.

O governo federal já tinha avisado que não iria prorrogar o auxílio emergencial em 2021. Entretanto, muitos parlamentares tem se movimentado para que o benefício possa ser prorrogado ainda em 2021.

Projetos pretendem prorrogar o auxílio

auxilio emergencial

São dois os Projetos de Lei (PL) que estão ganhando apelo popular e pedem a prorrogação do auxílio emergencial mais uma vez.

O primeiro Projeto de Lei 5495/20 de autoria dos senadores Senadores Alessandro Vieira (Cidadania/SE) e Esperidião Amin (PP/SC).

O outro é o Projeto de Lei 5495/20 pretende prorrogar o estado de calamidade pública e os pagamentos do auxílio emergencial até o dia 31 de março de 2021.
O segundo o Projeto de Lei que está tramitando é a PL 5494/20 de autoria dos Senadores Rogério Carvalho (PT/SE) e Paulo Rocha (PT/PA).

Que propõe medidas excepcionais de proteção social a serem adotadas durante o período de recuperação econômica da crise pandêmica, com o retorno dos R$ 600,00 por todo primeiro semestre de 2021.

A medida é relativamente parecida com o auxílio emergencial, ela também é voltada para os beneficiários de baixa renda sendo limitada a dois membros por unidade familiar.

Sendo assim, o objetivo é estabelecer, sobretudo, ações excepcionais de proteção social a serem adotadas enquanto a economia se reabilita.

“É urgente que o Congresso Nacional aprove medidas protetivas […] no caso de prorrogação do estado de emergência de saúde de importância internacional, fato que a cada dia se torna mais provável”, expuseram os parlamentares como justificativa da ação.

Últimos saques disponíveis

A Caixa Econômica Federal está realizando os saques do programa relacionados ao ciclo 5 e ciclo 6 do benefício emergencial.

Confira às datas de liberação:De acordo com o mês de nascimento

Nascidos emRecebem dia
Março04 de janeiro
Abril06 de janeiro
Maio11 de janeiro
Junho13 de janeiro
Julho15 de janeiro
Agosto18 de janeiro
Setembro20 de janeiro
Outubro22 de janeiro
Novembro25 de janeiro
Dezembro27 de janeiro
Fonte Caixa Econômica

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal do Contábil