Auxílio emergencial poderá voltar em 2021?

0

O auxílio emergencial é um dos assuntos mais comentados no momento. As pessoas que receberam no ano passado querem a volta do benefício. Embora, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), já tenha dito várias vezes que o auxílio emergencial não terá uma nova rodada, enquanto isso, movimentos continuam pedindo a volta do pagamento do auxílio.

Os que desejam o retorno do pagamento do auxílio emergencial, seja no valor de R$ 300 ou R$ 600, querem uma prorrogação de três ou seis meses. Mas, já se sabe que uma possível nova prorrogação do benefício não poderá ser realizada nos moldes como aconteceu em 2020.

auxilio emergencial

Entretanto, existe uma possibilidade de um novo formato de pagamentos, sendo um volume menor, e com valores mais baixos de parcelas, sendo períodos mais curtos de pagamento.

Economia do país

De acordo com o estudo realizado pela Tendências Consultoria, existe a previsão de que com o encerramento dos pagamentos do auxílio emergencial a renda dos nordestinos possa cair 8% este ano, perdendo apenas para o Norte que poderá ter uma retração de 8,5% na economia.

Projeto de Lei

Enquanto isso, existem os projetos de lei que pedem o retorno do auxílio emergencial, no valor de R$ 600. Sendo pedido um pagamento de janeiro até 31 de março.

O Projeto de Lei 5495/20 de autoria dos senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Esperidião Amin (PP-SC), pretende prorrogar os pagamentos do auxílio emergencial até o dia 31 de março de 2021.

“É a única ação eficaz adotada para proteger a renda dos trabalhadores, que garante a segurança alimentar das famílias e gera impactos positivos na atividade econômica”, defendeu o senador.

O auxílio emergencial poderá ter uma nova roda, isso porque existe um atraso na liberação da vacina, e também uma pressão por parte do Congresso que pede uma prorrogação do benefício.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil