Os ciclos de pagamento do Auxílio Emergencial estão chegando ao fim. Até o momento só há garantia de pagamentos até a quinta parcela, que inclusive começa a ser paga hoje (18) para os inscritos no Bolsa Família.

No atual momento o governo federal estuda a possibilidade de uma prorrogação até março de 2021, além do mais com o fim do Auxílio Emergencial o governo pretende migrar parte dos beneficiários para o novo programa assistencial Renda Brasil.

Valores

Inicialmente o governo propôs o pagamento do Auxílio Emergencial em três parcelas de R$ 200 reais, entretanto o texto foi modificando e aumentou o valor do benefício para R$ 600 ou ainda R$ 1.200 no caso de mães chefes de família. Posteriormente o governo tentou prorrogar o auxílio com uma redução de valores o que também acabou não dando certo e a prorrogação sendo realizada em mais duas parcelas com o mesmo valor.

auxilio emergencial

Problemas na aprovação

Uma das maiores dificuldades no decorrer de todo o período de pagamento do auxílio foi a aprovação dos beneficiários no momento do processamento de dados feitos através da Dataprev e do Ministério da Cidadania.

Exatamente por toda essa dificuldade, muitos beneficiários estão começando agora a receber a primeira parcela. De acordo com o Ministério da Cidadania, todos os beneficiários aprovados terão o direito de receber as cinco parcelas, independente da data de quando o beneficiário foi aprovado.

Nova prorrogação

Uma nova prorrogação do Auxílio Emergencial parece ser inevitável, principalmente nas avaliações políticas relacionadas a popularidade do presidente, Jair Bolsonaro, Inicialmente a ideia era de que o Renda Brasil começasse a operar em outubro, com o fim do auxílio e migração para o novo programa. Entretanto o governo não conseguiu ainda tirar do papel o novo programa.

Com isso, o governo estuda no momento estender o auxílio nos moldes atuais por mais uma parcela, ou ainda a prorrogação até o final do ano. Entretanto, pelas fontes ouvidas pelo portal UOL se depender da ala política do governo, o auxílio emergencial pode ser prorrogado até março de 2021. Onde o governo pagaria um total de 12 parcelas.

Novos valores

Atualmente o governo está pagando um valor de R$ 600 ao beneficiários do programa, contudo, a ideia do governo é pagar um novo valor que fique entre R$ 200 a R$ 300. A medida no entanto está sendo vista com receio pelo Ministério da Economia, e como existe um alteração no valor, o texto da lei que deu origem ao Auxílio Emergencial será alterado precisando então passar por uma nova votação no Congresso Nacional.