Como acontece praticamente toda quinta-feira à noite, acontece a live semanal do presidente da república então sem partido Jair Bolsonaro. O presidente falou um pouco sobre a prorrogação do “coronavoucher” apelido dado ao Auxílio Emergencial, nesta quinta (18), Bolsonaro falou um pouco sobre o endividamento do governo e que este é um dos motivos que dificultam o pagamento das próximas parcelas do benefício em R$ 600.

O presidente informou que a terceira parcela do auxílio está garantida. Quanto ao pagamento da quarta e quinta parcela que pode vir a acontecer Bolsonaro informou o seguinte “Alguns acham que tem que ser de R$ 600. Tudo bem, mas o nosso endividamento está enorme”.

Jair Bolsonaro falou também sobre a queda da taxa básica de juros, a famosa Selic, que agora opera em 2,25% onde o mesmo disse que isso é um avanço e pediu “colaboração” para que o Auxílio Emergencial seja mantido.

auxilio emergencial

Bolsonaro afirmou que o governo precisa “da colaboração de todo mundo para que essa terceira parcela se pague”, embora ela já esteja garantida. Uma outra informação preocupante sobre os gastos é a informação de que um mês de pagamento do Auxílio Emergencial é mais caro que um ano inteiro de pagamentos do Bolsa Família.

“Nós aqui, a cada pagamento emergencial de R$ 600 ou R$ 1,2 mil, equivale, o Brasil gasta, você gasta, você que paga imposto, não sou eu, somos nós todos… aproximadamente R$ 50 bilhões por mês. A cada pagamento são R$ 50 bilhões que nós gastamos. Vale lembrar que um ano de Bolsa Família está na casa dos R$ 35 bilhões”, informou o presidente.

Últimos dias para se cadastrar no Auxílio Emergencial

Os trabalhadores que têm direito ao auxílio emergencial de R$ 600 e ainda não fizeram o pedido do benefício no site ou aplicativo da Caixa têm até o dia 2 de julho para fazer a solicitação.

A Caixa Econômica Federal e o Ministério da Cidadania informavam datas diferentes do fim do prazo para pedir o auxílio pago devido à pandemia do novo coronavírus. A Cidadania afirmava que a data final era 2 de julho. Já o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, informava em lives feitas pelo banco que o prazo terminaria em 3 de julho.

Exigências para se cadastrar no Auxílio Emergencial:

Para ter acesso ao Auxílio Emergencial, a pessoa deve cumprir, ao mesmo tempo, os seguintes requisitos:

  • Maior de idade ser maior de 18 anos de idade ou ser mãe adolescente
  • Não ter emprego formal destinado para trabalhadores autônomos com rendas informais, que não seja agente público, inclusive temporário e nem exercendo mandato eletivo
  • Não ser beneficiário não receber benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou de outro programa de transferência de renda federal que não seja o Bolsa Família
  • Renda familiar renda familiar mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total (tudo o que a família recebe) de até três salários mínimos (R$ 3.135,00)
  • Rendimentos tributáveis não ter recebido rendimentos tributáveis, no ano de 2018, acima de R$ 28.559,70
  • Estar desempregado ou exercer as seguintes atividades exercer atividade na condição de microempreendedor individual (MEI) ou ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) ou ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico)