Auxílio Emergencial: Quem teve o pedido negado pode solicitar novamente

0

A Caixa Econômica Federal informou uma atualização na plataforma na última segunda-feira (20.). Agora, os trabalhadores que receberam assistência emergencial de R$ 600 negado pode agora contestar o resultado da análise e pedir novamente o benefício diretamente pelo aplicativo ou site do programa.

Agora, no aplicativo ou site, qualquer pessoa que receba a notificação “benefício não aprovado” pode verificar o motivo e levantar uma disputa. Segundo a Caixa, se a notificação for “dados incertos”, o solicitante poderá corrigir as informações e enviar uma nova solicitação.

A Dataprev analisa os dados relatados pelo solicitante e é responsável por informar os motivos pelos quais o auxílio não foi aprovado. Em seguida, o resultado é homologado pelo Ministério da Cidadania.

Segundo a Caixa, as principais inconsistências nos dados relatados pelo requerente são:

  • Marcação como chefe de família sem indicação de nenhum membro;
  • Falta de inserção da informação de sexo;
  • Inserção incorreta de dados de membro da família, tais como CPF e data de nascimento;
  • Divergência de cadastramento entre membros da mesma família;
  • Inclusão de alguma pessoa da família com indicativo de óbito.

Como solicitar o pedido para nova avaliação?

Para quem é inscrito no Cadastro Único:

A consulta do resultado da análise realizada pela Dataprev já pode ser feita por este grupo. Se o cidadão que está inscrito no CadÚnico tiver sido reprovado pela Dataprev, poderá solicitar uma nova avaliação através do aplicativo ou site auxilio.caixa.gov.br.

Para quem se inscreveu pelo aplicativo:

Depois que a Caixa recebeu o arquivo com a lista de documentos não aprovados enviados pela Dataprev, ela emitirá uma consulta sobre os resultados da análise desse grupo no final desta semana.

Se a análise retornar “dados incertos”, o cidadão poderá fazer uma nova solicitação.

Os motivos da não conclusão podem ser:

  • Marcação como chefe de família sem indicação de nenhum membro da família
  • Falta de inserção da informação de sexo
  • Inserção incorreta de dados de membro da família, tais como CPF e data
    de nascimento
  • Divergência de cadastramento entre membros da mesma família
  • Inclusão de alguma pessoa da família com indicativo de óbito.

Se o resultado for “benefício não aprovado”, o cidadão pode questionar o motivo da não aprovação ou propor novos requisitos.

O auxílio emergencial

Desde o lançamento do pagamento do Auxílio Emergencial em 9 de abril, a Caixa Econômica Federal emitiu um pagamento de ajuda de emergência de R $ 600 a 31,3 milhões de brasileiros. O que dá um total 22 bilhões de reais.

Já receberam o pagamento, até o momento:

  • 10,5 milhões de inscritos Cadastro Único que não recebem Bolsa Família;
  • 7,7 milhões de beneficiários do Bolsa Família; e
  • 13,1 milhões de cadastrados via aplicativo e site.

Até o momento, 44,9 milhões de brasileiros concluíram o registro no site e aplicativo, através do qual o trabalhador informal, autônomo, desempregado e o MEI podem solicitar benefícios.

O site oficial de cadastros, o “auxilio.caixa.gov.br”, já superou a marca de 275 milhões de visitas e a central exclusiva 111 registra mais de 57 milhões de ligações. Além disso, já foram feitos:

  • 53,1 milhões de downloads do aplicativo Auxílio Emergencial Caixa
  • 31,9 milhões de downloads do aplicativo Caixa Tem (para movimentação da poupança digital).

Pagamentos do auxílio emergencial

Na quarta-feira, 22 de abril, a Caixa Econômica Federal continuou a implementar um cronograma de pagamento de Auxílio Emergencial de R $ 600, pago devido ao impacto econômico da nova pandemia de coronavírus. Hoje, cerca de 7,2 milhões de brasileiros receberão depósitos.

Veja quem pode sacar o benefício nesta quarta (22):

  • 1,2 milhão são de beneficiários do Cadastro Único que não recebem Bolsa Família;
  • 4,1 milhões de cadastrados através do aplicativo e site; e
  • 1.924.261 de pessoas cadastradas no Bolsa Família.

Até a manhã da última terça-feira (21), a Caixa já havia creditado os valores referente ao auxílio para 24,2 milhões de brasileiros, totalizando a quantia de R$16,3 bilhões. Foram pagos:

  • 9,3 milhões de inscritos Cadastro Único que não recebem Bolsa Família;
  • 5,8 milhões de beneficiários do Bolsa Família; e
  • 9,1 milhões de cadastrados via aplicativo e site.

A partir de amanhã (quinta-feira) (23), a Caixa começará a pagar o segundo lote do Auxílio Emergencial. Esses valores serão pagos aos trabalhadores que estão no CadÚnico, mas não receberam subsídios familiares e trabalhadores que se inscreveram através do site e aplicativo.

Para os brasileiros que recebem o Bolsa Família segue o calendário oficial do benefício. A segunda parcela dos beneficiários vai cair na conta nos últimos dez dias úteis de maio.

Caixa divulgou três calendários diferente para pagamentos do Auxílio Emergencial:

  • um deles é para quem se cadastrou para receber o Auxílio Emergencial via aplicativo ou do site;
  • um segundo para os beneficiários que recebem o Bolsa Família; e
  • um terceiro para os inscritos no Cadastro Único que não recebem o Bolsa Família e mulheres chefes de família.

A partir da próxima segunda-feira, 27 de abril, serão iniciados os saques em dinheiro para aqueles que optarem por receber pagamentos através da poupança digital da Caixa . No entanto, até então, os recursos podem ser movidos digitalmente.

1. Inscritos no aplicativo e site

A primeira parte para as pessoas que se inscreverem no aplicativo e no site começará em 14 de abril. O agamento é feito no prazo de cinco dias úteis após o registro.

segunda parcela foi antecipada, conforme o calendário divulgado:

  • Quinta-feira – 23 de abril: vai sacar quem nasceu em janeiro e fevereiro
  • Sexta-feira – 24 de abril: vai sacar quem nasceu em março e abril
  • Sábado – 25 de abril: vai sacar quem nasceu em maio e junho
  • Segunda-feira – 27 de abril: vai sacar quem nasceu em julho e agosto
  • Terça-feira – 28 de abril: vai sacar quem nasceu em setembro e outubro
  • Quarta-feira – 29 de abril: vai sacar quem nasceu em novembro e dezembro.

terceira e última parcela do auxílio será paga em maio:

  • 26 de maio para nascidos de janeiro a março
  • 27 de maio para nascidos de abril a junho
  • 28 de maio para nascidos de julho a setembro
  • 29 de maio para nascidos de outubro a dezembro

2. Quem recebe o Bolsa Família

Os beneficiários do Bolsa Família receberão esse benefício na mesma data e mesmo metodo.

A primeira parcela do Auxílio Emergencial já foi paga àqueles cujo último dígito do NIS é igual a 1, 2 ou 3. Os demais seguem o calendário:

  • Quarta-feira (22): – 1.924.261 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 4
  • Quinta-feira (23): – 1.922.522 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 5
  • Sexta-feira (24): – 1.919.453 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 6
  • Segunda-feira (27): – 1.921.061 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 7
  • Terça-feira (28): – 1.917.991 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 8
  • Quarta-feira (29): – 1.920.953 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 9
  • Quinta-feira (30): – 1.918.047 beneficiários do Bolsa Família cujo último digito do NIS é igual a 0

Segunda parcela: últimos dez dias úteis de maio

Terceira parcela: últimos dez dias úteis de junho

3. Para os cadastrados no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família

O primeiro pagamento do grupo foi aprovado de 14 a 17 de abril. O registro de outros 1,2 milhão de beneficiários foi verificado pelo Dataprev no último domingo, 22 de abril.

Segunda parcela:

  • 23 de abril para nascidos em janeiro e fevereiro
  • 24 de abril para nascidos em março e abril
  • 25 de abril para nascidos em maio e junho
  • 27 de abril para nascidos em julho e agosto
  • 28 de abril para nascidos em setembro e outubro
  • 29 de abril para nascidos em novembro e dezembro

Terceira e última parcela:

  • 26 de maio para nascidos de janeiro a março
  • 27 de maio para nascidos de abril a junho
  • 28 de maio para nascidos de julho a setembro
  • 29 de maio para nascidos de outubro a dezembro

Saques da poupança digital

Para evitar aglomeração, a Caixa lançou um novo calendário para os beneficiários que desejam sacar o dinheiro, e essas poupanças digitais estão abertas aos trabalhadores. Confira a data:

  • 27 de abril – nascidos em janeiro e fevereiro
  • 28 de abril – nascidos em marc?o e abril
  • 29 de abril – nascidos em maio e junho
  • 30 de abril – nascidos julho e agosto
  • 4 de maio – nascidos em setembro e outubro
  • 5 de maio – nascidos em novembro e dezembro