Auxílio Emergencial: Veja como desbloquear sua conta bloqueada

0

Nesta semana a Caixa Econômica Federal deu um susto em milhares de brasileiros beneficiários do Auxílio Emergencial, isso porque a instituição anunciou que milhões de contas poupança digital, criadas para recebimento do Auxílio Emergencial foram bloqueadas por suspeitas de fraude.

De acordo com as informações do presidente da Caixa, Pedro Guimarães, os golpes aconteciam porque era possível fazer diversas requisições do benefício utilizando-se de um único aparelho celular. Brecha essa que acabou sendo explorada pelos criminosos no momento de solicitar ajuda financeira em nome de terceiros.

De acordo com Pedro Guimarães, presidente do banco, os golpes ocorreram porque era possível fazer várias requisições do benefício usando um único aparelho celular — brecha que foi explorada por criminosos para solicitar a ajuda financeira em nome de terceiros.

O presidente da Caixa afirmou que “com a implementação rápida que tivemos que fazer para distribuir o auxílio lá no começo, sobraram algumas brechas de segurança. Em maio, em uma janela de dez dias, hackers acessaram milhares de contas. Identificamos todas e já corrigimos os problemas, mas pessoas honestas tiveram suas contas bloqueadas porque tivemos que salvar o dinheiro público”.

Entretanto se infelizmente sua conta foi bloqueada por suspeita de fraude, saiba que é possível reverter a situação caso você se enquadre no perfil de solicitante legítimo e foi bloqueado injustamente.

Para ajudar a compreender quais são os passos a serem seguidos, contudo, é necessário entender antes de mais nada que a CEF dividiu as contas bloqueadas em dois grupos diferentes.

Passo-a-passo para desbloqueio

Dos 100% das contas bloqueadas esta semana, 51% delas foram travadas por apresentar claros indícios de fraudes, já os outros 49% estão retidas por terem algum tipo de inconsistência cadastral.

Suspeita de fraude

Se você teve sua conta bloqueada, o primeiro passo à seguir é acessar o aplicativo Caixa Tem, se o aplicativo exibir a mensagem “É necessário regularizar o seu Acesso. Procure uma agência, de acordo com o seu calendário de recebimento”, não há alternativas além de ser obrigado a comparecer até a agência da Caixa mais próxima, portando seus documentos de identidade para provar que é uma solicitação real e assim reverter o seu bloqueio.

“Não adianta procurar se você nasceu em outubro neste momento que estamos pagando em janeiro. Não vai adiantar a liberação do Caixa Tem se o depósito só será feito daqui duas semanas, 20 dias. Isso é muito importante para que se evite qualquer aglomeração”, comenta Guimarães, ressaltando que a visita deve ser feita com base no calendário de pagamento do benefício.

Inconsistência Cadastral

Caso você tenha sido bloqueado por inconsistência cadastral, o aplicativo Caixa Tem exibirá a seguinte mensagem “Para finalizar a validação do seu cadastro, vamos precisar que envie seus documentos pelo WhatsApp”. Logo após essa mensagem o usuário receberá o seguinte recado “Para iniciar a conversa, clique no link abaixo e mande a palavra CADASTRO”.

Assim que você clicar no link, você será redirecionado para o WhatsApp e deverá conversar com o perfil para assim enviar sua documentação de maneira online. “O único aplicativo que essa informação é válida é o do Caixa Tem. Relevante isso para evitar qualquer tipo de envio de documentação dos clientes para qualquer pessoa que não esteja efetivamente analisando essa questão”, ressaltou o presidente da Caixa, Pedro Guimarães.

Alerta!

Não acessem links diretamente pelo WhatsApp ou por redes sociais. Deve ser acessado única e exclusivamente o link repassado dentro do próprio aplicativo Caixa Tem, pois o mesmo é o único link confiável para envio de documentos particulares ao banco.