Auxílios são liberados pela Caixa e INSS para pessoas de baixa renda

0

Já foi retomado pela Caixa Econômica Federal, os pagamentos do Auxílio Emergencial para os trabalhadores informais que por causa do isolamento social, ficaram sem renda para combater o coronavírus.

Além do aplicativo da Caixa e do site do Auxílio Emergencial, que passou por alguns reparos por causa da demora que as pessoas estavam tendo para solicitar o benefício, na semana passada também aconteceu uma atualização na página de serviços do INSS, que passou a permitir o acesso a uma renda de R$ 1.045 aos segurados que estão impossibilitados de trabalhar por doença ou acidente de trabalho.

Meu INSS

Está disponível por meio de aplicativo para celular ou no site meu.inss.gov.br, que começou a aceitar imagens de atestados médicos para pedidos de auxílio-doença.

Foi uma maneira que o INSS encontrou, para um momento em que os segurados não estão podendo ser atendidos de forma presencial, para passarem por uma perícia médica, devido as agências estarem fechadas, causa da Covid-19.

Nesse novo sistema, a análise médica do perito, é realizada de acordo com a documentação enviada pela Internet.

Enquanto não acontece a conclusão da análise, o INSS antecipa três parcelas no valor de um salário mínimo, R$ 1.045 ao requerente.

Ao mesmo tempo, o INSS começa a pagar a partir do dia 25 de maio, a segunda parcela do 13° salário aos aposentados e pensionistas.

Verbas para combater a pandemia – Quem tem direito e como pedir

O governo se viu num momento difícil com o surgimento da pandemia do novo coronavírus, que fez um estrago na economia. O Planalto foi obrigado a criar medidas para ajudar os brasileiros atingidos pela crise.

Veja os programas emergenciais do governo:

Auxílio Emergencial

Foi criado para os trabalhadores informais e desempregados, que poderão receber um valor entre R$ 600 e R$ 1.200 (no caso de mulheres chefes de família).

O benefício pode ser solicitado por microempreendedores individuais (MEIs) e autônomos que contribuem com o INSS e que estão sem renda.

Para se inscrever para conseguir o auxílio, o cidadão só poderá realizar o pedido através do aplicativo ou pelo site. O acesso é gratuito

Quem poderá pedir

Quem recebe Bolsa Família ou está inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) recebe automaticamente.

Outras pessoas deverão fazer a solicitação pela Internet através do site: auxilio.caixa.gov.br

Aplicativos disponíveis em celulares Android: https://bit.ly/2RmzD92
Aplicativos disponíveis em celulares Apple: https://apple.co/3b5Uqpn

Depois de baixar, virá uma mensagem de texto para o celular informado: Este código deve ser digitado no aplicativo para o cadastro

Auxílio-Doença

Para pessoas que por algum motivo esteja incapacitado de trabalhar temporariamente, irá receber o auxílio-doença do INSS.

Para quem paga o INSS por conta própria terá que cumprir uma carência de 12 meses, sendo que acidentes dispensam a carência, porém, será necessário está em dia com o pagamento).

Para o trabalhador formal, não será necessário cumprir a carência, mantém o direito por três anos.

Como solicitar

Como estamos num período de quarentena, passando por um isolamento social, as agências do INSS estão fechadas para atendimento presencial. Então, a forma de solicitar o auxílio-doença será através da Internet pelo site meu.inss.gov.br ou pelo aplicativo Meu INSS.

Ao entrar no sistema, o trabalhador deverá enviar o seu atestado médico para comprovar sua incapacidade para trabalhar no momento.

Enquanto espera a análise do Instituto, o trabalhador irá receber de forma antecipada, durante três meses, um salário no valor de R$ 1.045.

O valor efetivo do benefício será calculado com base no valor médio dos salários de contribuição ao INSS

auxílio emergencial

Merenda em casa

Em São Paulo, o governo vai distribuir uma renda para 732 mil alunos da rede pública estadual de ensino. Para compensar as aulas que foram suspensas por causa da pandemia do coronavírus.

O benefício será de R$ 55 para quem já está recebendo o Bolsa Família.
R$ 110 para famílias pobres sem Bolsa Família, mas que estão no Cadastro Único.

Como solicitar

O dinheiro chegará para as família em até quatro horas, depois de preenchido o cadastro em um aplicativo PicPay

Primeiro você deverá baixar o aplicativo PicPay, criar uma conta no nome do responsável no Cadastro Único.

Deverá fotografar os documentos solicitados e enviar pelo aplicativo.

O dinheiro vai poder ser usado em mais de 2 milhões de estabelecimentos credenciados no Estado de São Paulo.

O pagamento poderá ser feito por aplicativo e QR Code ou pelas maquininhas de cartão Cielo e GetNet.

O dinheiro também poderá ser transferido para uma conta bancária ou sacada na Rede Banco 24 horas (não terá cobrança de taxas).