b-Cadastros: A nova plataforma de cadastro compartilhado da Receita Federal

b-Cadastros, a nova plataforma de cadastro compartilhado que foi anunciada pela Receita Federal no dia 4/10/21. Leia este artigo e entenda!

Ontem (04/10/2021) foi anunciada a nova plataforma de cadastro compartilhado que foi criada pela Receita Federal, a b-cadastros tem o objetivo de tornar a transferência de informações mais prática e segura para órgãos públicos e entidades conveniadas.

Essa plataforma surgiu de uma parceria da Receita Federal com o Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados) e vai permitir que o compartilhamento de dados cadastrais com órgãos públicos e com entidades que sejam conveniadas, seja feito de uma maneira mais prática.

Os dados compartilhados na b-cadastros serão CNPJ, CPF, CNO, CAEPF e Simples Nacional, eles serão compartilhados com órgãos públicos e entidades conveniadas. 

Entenda melhor sobre a b-cadastros nos próximos tópicos sobre essa nova plataforma.

Qual objetivo da b-Cadastros?

Essa nova plataforma veio para substituir a maneira como os dados cadastrais são compartilhados pelas entidades conveniadas e órgãos públicos, ela trará mais segurança e agilidade nesses processos.

Utilizando a tecnologia blockchain, a b-Cadastros promete inovar positivamente a forma como o compartilhamento de dados cadastrais com órgãos públicos e entidades conveniadas é feito.

A substituição do compartilhamento através de réplicas de bases

A b-Cadastros vai substituir o compartilhamento através de réplica de bases, trazendo mais seguranças e praticidade.

A forma de compartilhamento de dados cadastrais através de réplicas de base será descontinuada após o dia 31 de dezembro deste ano (2021).

A intenção da nova plataforma é trazer mudanças positivas como uma maior segurança, mais rapidez e um custo menor para o contratante.

Como contratar a b-Cadastros?

Para contratar a plataforma b-Cadatros, os òrgãos e entidades interessadas devem enviar um pedido de autorização para a Ascif (Assessoria de Cooperação e Integração Fiscal), através do seguinte endereço de e-mail: divac.df.ascif@rfb.gov.br.

No email devem constar o CNPJ e o nome do órgão público ou entidade conveniada, também deve constar as bases de dados de interesse, A Ascif irá responder a mensagem informando sobre os próximos passos que deverão ser seguidos.

Quando a Ascif autorizar, a contratação deverá ser feita diretamente com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), e será dever do órgão ressarcir diretamente ao Serpro pelo serviço prestado.

Os órgãos públicos e entidades conveniadas serão  orientados a pedir somente o conjunto de bases que serão realmente necessárias para as suas políticas públicas.

As entidades e órgãos devem se responsabilizar por guardar as informações recebidas e devem informar as pessoas sobre como os dados pessoais serão tratados, quando for o caso.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Comentários estão fechados.