FOTO; Divulgação

Em 2015, o Tesouro Direto bateu diversos recordes ao longo do ano. Esse resultado reflete uma série de melhorias feitas no Programa, apresentadas em março, como a criação da recompra diária, a mudança dos nomes dos títulos e a criação do Orientador Financeiro, uma espécie de gerente virtual

Desde a implementação das melhorias, os principais indicadores vêm registrando números superiores aos obtidos nos meses anteriores, compondo uma sequência de recordes para o Tesouro Direto, conforme indicado na tabela abaixo:

tabela 2501

A confiança do investidor se traduz na expansão das vendas do programa. Em 2015, as vendas de títulos públicos no Tesouro Direto cresceram 190,5% em relação a 2014, com um salto de R$ 4,978 bilhões para R$ 14,457 bilhões no ano. As vendas líquidas (dadas pela diferença entre as vendas e os vencimentos e resgates antecipados) aumentaram 207,8% no período considerado, subindo de R$ 2,515 bilhões para R$ 7,741 bilhões. A quantidade de operações de vendas também deu um salto significativo, saindo de 387.319 operações em 2014 para 1.044.258 em 2015, um patamar 169,6% maior. Por fim, o crescimento dos investidores posicionados foi significativamente maior que o crescimento dos cadastrados (236,7% e 124,4%, respectivamente), refletindo o esforço do Tesouro Nacional em diminuir a distância entre os cadastrados e os efetivamente posicionados.



Especificamente sobre as vendas, o gráfico abaixo ilustra seu desempenho de 2013 até dezembro, demonstrando que em 2015 a média das vendas mensais (linha vermelha) salta para um patamar claramente superior às médias observadas em anos anteriores – em relação a 2014 (linha verde), o aumento foi de 190,5%. O crescimento da média de 2013 (linha cinza) para 2014 foi significativamente inferior, ficando em 35,4%.

grafico 2501

Elaboração: Tesouro Nacional

No ano, o estoque do Tesouro Direto atingiu R$ 25 bilhões, um incremento de 63.7%. Se o Programa Tesouro Direto fosse um fundo gestor de ativos (Asset Management), estaria entre os 5 maiores do Brasil.

Estoque do Tesouro Direto – R$ bi

grafico 25012



A execução de ações relacionadas à melhoria do Programa continuará ao longo dos próximos anos. Para 2016 e 2017 já estão previstos os lançamentos da segunda e terceira onda de melhorias que objetivam tornar o TD ainda mais acessível e atraente aos investidores.

Confira abaixo o desempenho mensal dos principais indicadores:

grafico 25013

dNova logo do Tesouro Direto, simbolizando o mês de lançamento do pacote de melhorias.

cubo – Meses em que o indicador bateu recorde.

*Desconsiderando o mês de maio/2015, quando as vendas (R$ 2,41 bilhões) foram volumosas devido, sobretudo, a reinvestimentos dos vencimentos do título Tesouro IPCA+ 2015 (no valor de R$ 2,79 bilhões), haveria recorde nos meses de junho, julho, agosto, setembro e dezembro também.

04

**As vendas líquidas (dadas pela diferença entre as vendas e os vencimentos e resgates antecipados) de maio/2015 foram negativas devido ao vencimento do título Tesouro IPCA+ 2015 no valor de R$ 2,79 bilhões.

05

06

***Em setembro de 2014 a migração de contas de investidores entre as corretoras CGD e Rico, foi responsável por um crescimento significativo no número de investidores cadastrados no mês de setembro.

07

Fonte: Ministerio da Fazenda