O Banco do Brasil está para lançar um concurso público para atrair jovens talentos que tenham vontade de construir uma carreira em diferentes áreas da tecnologia, segundo o Broacast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado).

pronampe

Na verdade se trata de uma ação inédita na instituição e se conecta a outros movimentos em curso de preparação para a transformação digital pela qual se passa o setor financeiro, depois da propagação das fintechs e a chegada de gigantes de TI, conhecidas como big techs.

O edital do BB deverá ser divulgado ainda no terceiro trimestre. São 120 vagas disponíveis. Os profissionais de TI devem ficar atentos, pois, o banco está com a intenção de preencher estas vagas ainda em 2020.

O isolamento social para conter a pandemia do novo coronavírus e o home office mandatório, fez com que se multiplicasse as ofertas de vagas nesse seguimento. Os bancos Santander Brasil e Itaú Unibanco, Magalu e Ambev foram atrás de talentos para posições em TI.

O Brasil forma por ano entre 40 mil e 50 mil desenvolvedores, conforme estimativas de especialistas. Mas, o número não é suficiente para atender à demanda das empresas, que coloca o Brasil numa condição inferior na formação de talentos em TI. Na China, são um milhão de novos profissionais em TI a cada ano.

A primeira seleção do BB para atrair jovens talentos para vagas em diferentes áreas da tecnologia, será para analytics, inteligência artificial, desenvolvimento de software e aplicativos (apps), dentre outras.

Para chamar a turma que entende de transformação digital, o Banco do Brasil inovou também na forma de divulgar o concurso. O banco pela primeira vez está indo às redes sociais, além de webinars e faculdades de tecnologia em busca de jovens talentos.

O BB só faz uma exigência, que a pessoa comprove ter conhecimento na área. Uma prova de conteúdo exclusiva para tecnológico está sendo elaborada para o concurso, com uma abrangência nacional.

Os 120 selecionados devem passar por uma imersão tecnológica no banco. Para atrair os geeks, os antigos nerds, o BB oferecerá salário inicial de cerca de R$ 3,8 mil, somando benefícios.

O banco anunciou que vai aportar R$ 200 milhões em startups, com as quais busca parcerias, e ainda aprovou um orçamento adicional de R$ 2,3 bilhões para tecnologia para os próximos três anos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil