Em reunião com líderes da base aliada nesta última terça-feira, o ministro Nelson Barbosa afirmou que enviará, nas próximas semanas, após o Carnaval, novas medidas da reforma fiscal ao Congresso Nacional. Entre as propostas, estão a que impõe limites e metas para o gasto público.
Segundo líderes ouvidos pelo Broadcast Político (serviço de notícias em tempo real da Agência Estado), outro tema que Barbosa prometeu enviar com prioridade ao Congresso é a reforma do PIS/Cofins. O ministro disse, porém, que a equipe econômica ainda não tem uma proposta fechada para o assunto.
Previdência
Sobre a Previdência Social, o ministro afirmou que o governo se reunirá dia 19 de fevereiro para conversar sobre o tema. Na reunião, Barbosa distribuiu aos líderes documento com a apresentação que fez durante a reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Conselhão, na semana passada.
No encontro, Barbosa pediu ainda aos líderes que priorizem a aprovação da CPMF, da DRU e a reforma da Previdência Social, temas que serão tratados como “centrais” pelo governo, de acordo com os deputados da base aliada.
De acordo com um integrante da reunião, o clima era “ótimo”. Contaram que o ministro da Fazenda riu quando um participante falou que o ex-ministro, Joaquim Levy, “foi mal e foi promovido para o Banco Mundial e que ele (Nelson) se for bem, o céu é o limite”.






Comente

Comentários