Benefício de até R$ 1.212 ainda pode ser sacado por trabalhadores

Quem não sacou o abono PIS/Pasep em 2022, ainda pode resgatar os recursos de até um salário mínimo. 

Em 2022, foram liberados os pagamentos do abono salarial PIS/Pasep aos trabalhadores que atuaram de carteira assinada em 2020. O benefício foi distribuído entre os meses fevereiro e março, conforme o cronograma estipulado pelo Governo Federal. A boa notícia é que quem perdeu a data, poderá resgatar o dinheiro ainda este ano. 

Segundo informações do Ministério do Trabalho e Previdência, divulgadas no final de maio, mais de 480 mil trabalhadores com direito ao abono não realizaram o saque dos recursos. Contudo, como previamente dito, ainda é possível retirar os valores oriundos do abono, de modo que o prazo de resgate se estende até o dia 15 de dezembro de 2021. 

Como saber se tenho direito ao abono?

Para saber se os valores podem ou não ser sacados, o primeiro ponto a ser verificado diz respeito aos critérios de elegibilidade do abono salarial. Em outras palavras, para ter direito ao benefício, é preciso que o trabalhador esteja enquadrado em todos as normas exigidas, são elas: 

  • Ter atuado de carteira assinada por no mínimo 30 dias de carteira assinada em 2020; 
  • Também é preciso que o trabalhador tenha recebido, em média, uma remuneração de até 2 salários mínimos no decorrer de 2020; 
  • Possuir os dados devidamente repassados a RAIS (Relação Anual de Informações Sociais). Neste quesito, trata-se de uma obrigação do empregador; 
  • Por fim, é necessário que o cidadão esteja inscrito no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos. 

Em todo caso, o direito ao PIS, bem como o valor que será recebido, podem ser consultados através dos seguintes canais: Carteira de Trabalho Digital, Caixa Tem ou Caixa Trabalhador. 

Quanto eu recebo no abono salarial?

Em suma, o valor do abono PIS/Pasep é definido conforme a proporção dos meses trabalhados durante o ano-base e o salário mínimo vigente no ano de distribuição do benefício. 

Para um melhor entendimento, serão considerados os meses trabalhados em 2020. No entanto, como o abono foi distribuído em 2022, a base da proporção será conforme o atual salário mínimo (R$ 1.212). Dito isso, confira na tabela abaixo o valor recebido por cada cidadão, conforme o período em atividade. 

Período trabalhado em 2020Valor do abono que pode ser sacado em 2022
1 mêsR$ 101
2 mesesR$ 202
3 mesesR$ 303
4 mesesR$ 404
5 mesesR$ 505
6 mesesR$ 606
7 mesesR$ 707
8 mesesR$ 808
9 mesesR$ 909
10 mesesR$ 1.010
11 mesesR$ 1.111
12 mesesR$ 1.212

Dica Extra: Você conhece os seus direitos trabalhistas?

Já sentiu em algum momento que você pode estar sendo passado pra trás pelo seu chefe ou pela empresa que te induz a aceitar situações irregulares no trabalho?

Sua dúvida é a mesma de milhares de pessoas. Mas saiba que a partir de agora você terá resposta para todas as suas dúvidas trabalhistas e saberá absolutamente tudo o que acontece antes, durante e depois de uma relação trabalhista.

Se você quer garantir todos os seus direitos trabalhistas como FGTS, adicionais, horas extras, descontos e saber como se posicionar no seu emprego sem ser mais obrigado a passar por abusos e ainda entendendo tudo que pode e que não pode na sua jornada de trabalho, clique aqui e saiba como!

Comentários estão fechados.