Benefícios que o governo libera para quem está desempregado

0

Se deparar com o desemprego é sempre um momento difícil para qualquer brasileiro, principalmente em um cenário intensificado devido a pandemia da Covid-19 desde o ano passado.

Contudo, o governo federal, visando apoiar temporariamente os cidadãos que passam por essa fase enquanto buscam uma nova oportunidade no mercado de trabalho, trás algumas oportunidades através do Cadastro Único (CadÚnico) e também pela Caixa Econômica Federal.

Cadastro Único (CadÚnico)

O CadÚnico é um sistema do governo que permite a inscrição das famílias de baixa renda e vulneráveis que possuem a remuneração de até meio salário mínimo por pessoa, ou ainda que o grupo família juntos somem um total de até três salários mínimos.

Se inscrever no CadÚnico é extremamente importante, pois é por esta plataforma que o governo filtra quais pessoas podem receber determinados benefícios como é o caso do Bolsa Família, Minha Casa, Minha Vida (atual Casa Verde e Amarela), Tarifa Social dentre outros.

Saiba como se inscrever no CadÚnico:

  • Procure o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) da sua cidade e solicitar o cadastramento;
  • Leve o CPF e o título de eleitor do responsável pela família (o programa dá preferência às mulheres);
  • Leve um documento de cada membro da família (RG, certidão de nascimento, carteira de trabalho, etc);
  • Leve um comprovante de residência.

Com o cadastro criado, o cidadão precisará apenas entrar em contato com os servidores do departamento para que possam obter as instruções para requisição dos programas disponíveis pelo governo.

Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Desempregado recebe o Bolsa Família?

Dentre os benefícios liberados através do CadÚnico o mais conhecido do governo e que mais ajuda pessoas em todo o país é o Bolsa Família, atualmente 14 milhões de famílias recebem o programa social.

O objetivo do Bolsa Família é promover a cidadania e atuar no combate à fome, assegurando assim a população mais vulnerável acesso à saúde e educação.

Vale lembrar que se a família for aprovada para receber o Bolsa Família, o valor à ser liberado vai depender de determinados requisitos como número de filhos, renda mensal e demais fatores. Contudo, atualmente o benefício paga um ticket média de R$ 192.

Além do mais, para continuar recebendo o benefício, a família deve cumprir todas as exigências do programa, como a manutenção da vacinação das crianças, além de mandá-las para a escola, sob pena de perder o acesso ao programa.

Programas para receber com a inscrição no CadÚnico

  1. Aposentadoria para Pessoas de Baixa Renda;
  2. Tarifa Social de Energia Elétrica;
  3. Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  4. Programa Casa Verde e Amarela;
  5. Carteira do Idoso;
  6. Bolsa Família;
  7. Telefone Popular;
  8. Isenção de Pagamento de Taxa de Inscrição em Concursos Públicos;
  9. Programas Cisternas;
  10. Água para Todos;
  11. Bolsa Verde (Programa de Apoio à Conservação Ambiental);
  12. Bolsa Estiagem;
  13. Fomento às Atividades Produtivas Rurais/ Assistência Técnica e Extensão Rural;
  14. Programa Nacional de Reforma Agrária;
  15. Programa Nacional de Crédito Fundiário;
  16. Crédito Instalação;
  17. ENEM;
  18. Serviços Assistenciais;
  19. Programa Brasil Alfabetizado;
  20. Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti);
  21. Identidade Jovem (ID Jovem);
  22. Carta Social.