Black Friday em tempos de pandemia: Lojista deve aproveitar o período para fidelizar clientes

0

A Black Friday sempre foi, tradicionalmente, uma das datas-chave para o e-commerce brasileiro.

Neste ano, por conta da pandemia, o comércio eletrônico deu um salto sem precedentes: dados da ABComm (Associação Brasileira de Comércio Eletrônico) apontam que o Brasil registrou um aumento mensal médio de 400% no número de lojas on-line abertas durante o isolamento, saltando de 10 mil para 50 mil.

Com números tão expressivos, a Braspag, empresa pioneira em meios de pagamento para e-commerce no Brasil, convocou o especialista em planejamento comercial Renan Assunção para listar as cinco principais preocupações e pontos de atenção que os varejistas devem ter em um período tão crítico.

“O lojista precisa, acima de tudo, proporcionar uma boa experiência de compra ao usuário.

Em suma, é o momento para se pensar em ações assertivas, criar oportunidades e resolver lacunas para 2021″, diz Renan.

Selecione seu ‘produto-foco’

Muitas lojas online têm uma quantidade imensa de SKUs, mas isso não basta: é necessário separar os produtos que são as “portas de entrada” para o consumidor.

“Faça um top 5 para chamar a atenção e envolver o cliente. Invista no marketing desses produtos, concentre-se em construir conteúdo, baixe os preços e pesquise o histórico dos compradores”, explica Assunção.

“Uma outra medida é analisar quais produtos estão “encalhados” e movê-los para o marketplace, diminuindo assim os custos de armazenamento e manutenção.

Branding é fundamental

A Black Friday demanda investimentos em comunicação. Ponto. “Os varejistas devem procurar sempre gerar conteúdo e mídia para tornar seus produtos conhecidos e, principalmente, lembrados pelo consumidor, para que eles possam aproveitar a promoção quando o dia 27 de novembro chegar”.

Experiência do Cliente

Quer ganhar um cliente fiel? Supere as expectativas dele ao invés de se contentar apenas em atendê-lo.

“Certifique-se de ter sempre o produto oferecido em estoque, cheque a rede de logística e cumpra sempre o que promete. Não é o momento para poupar gastos.

Se o varejista fez uma boa identificação da base, o retorno é certo. Por outro lado, se sentir que a loja não atenderá todos os requisitos, o melhor é não participar desta Black Friday e usar o aprendizado para 2021″, aconselha Renan.

Meios de pagamento

Devido a todos os acontecimentos deste ano, os meios de pagamento on-line já foram muito “testados” por conta do boom nas vendas, sobretudo no Dia das Mães. Porém, o momento não é de baixar a guarda.

“O relacionamento com o gateway deve ser muito estreitado pelos lojistas. Tenha sempre um backup.

E garanta que os pagamentos sejam transparentes”, diz Renan. “Os boletos exigem atenção especial neste período, já que ‘seguram’ vendas que podem não ser convertidas, por isso deve-se dar preferência aos cartões de crédito, carteiras digitais e vendas via token”.

Medidas antifraude

Um grande volume de pessoas traz, necessariamente, grande potencial de fraudes. “Tenha atenção e garanta que seus sistemas antifraude segurem o tranco.

Além disso, deve-se sempre verificar se a marca não está sendo fraudada de outras maneiras, como sites e mídias sociais falsos, que enganam os compradores se utilizando de sua marca”, alerta Assunção.

A Braspag realiza periodicamente seminários especiais on-line com dicas e explicações técnicas para varejistas, parceiros e demais interessados no canal da empresa no YouTube. 

Para a Black Friday deste ano, foi preparado o Black Friday Kick Off 2020, uma programação de eventos on-line da Braspag, que teve grandes nomes do varejo e tecnologia discutindo sobre suas experiências e dando dicas práticas de conversão e melhorias de performances de seus e-commerces.

Por Braspag, Empresa pioneira em meios de pagamento para e-commerce no Brasil, a Braspag é líder no desenvolvimento de soluções para processamento de pagamentos (gateway de pagamentos), conciliação, antifraude e marketplace com certificação de segurança PCI DSS 3.2 e ISO 22301 que fortalece a governança corporativa e garante a continuidade dos negócios. Possui presença direta nos principais países da América Latina