BNDES libera cartão de crédito para MEI, veja como solicitar

0

O Microempreendedor Individual (MEI) tem uma excelente opção de cartão de crédito, tratasse da oferta do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para os pequenos empreendedores que tem um faturamento anual de até R$ 81 mil.

O cartão BNDES para MEI é uma ferramenta que pode ajudar e muito no desenvolvimento dos pequenos negócios, isso porque o objetivo do cartão é a utilização nas despesas da empresa. Além disso o MEI pode realizar compras diretas através de uma conta online feita pelo titular do cartão no Portal BNDES. Também existe a possibilidade de realizar compras indiretas, como, por exemplo a aquisição de mercadorias em transações realizadas com os fornecedores.

Taxa de juros

O cartão BNDES para MEI possui taxas bem atraentes de juros, que podem chegar no máximo a 1,05% ao mês e ainda a possibilidade do parcelamento da fatura em até 48 meses.

O vencimento da fatura ocorre sempre todo dia 15 e o pagamento é realizado via débito automático na conta corrente do microempreendedor, conta essa informada no processo de solicitação do cartão de crédito.

É importante deixar claro, que o primeiro passo para quem tiver interesse pelo cartão é estar com toda sua documentação em dia no momento da solicitação, além de ter residência fixa no Brasil.

MEI

Como solicitar?

Caso você tenha ficado interessado no cartão BNDES, o primeiro passo que você precisa seguir é ter uma conta corrente em algum destes bancos:

  • Banco do Brasil
  • Banco do Nordeste
  • Banrisul
  • Banestes
  • Bradesco
  • BRDE
  • Caixa Econômica Federal
  • Itaú
  • Sicoob
  • Sicredi

Tendo uma conta corrente em uma das instituições bancárias listadas a cima o próximo passo é acessar o site do BNDES e selecionar a opção “Solicite seu Cartão”. O MEI precisará preencher um formulário com informações da sua empresa como CNPJ e a CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas). Antes do envio da proposta será necessário que você seleciona o banco em que o cartão deverá ser vinculado.

Por último mas não menos importante, após a solicitação pelo portal do BNDES, o empreendedor precisará comparecer a agência do banco que escolheu vincular o cartão e apresentar a seguinte documentação:

  1. Certidão Negativa de Débitos relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CND) ou Certidão Positiva com Efeitos de Negativa de Débitos relativos a Créditos Tributários Federais e à Dívida Ativa da União (CPEN), expedida conjuntamente pela Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) e pela Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN);
  2. Certificado de Regularidade do FGTS;
  3. Comprovação de Regularidade de entrega da RAIS;
  4. Declaração que comprove estar com a sua situação regularizada perante os órgãos públicos e a legislação pertinentes, conforme modelo disponível no menu ‘Regra’” do site do Cartão BNDES.

Contudo, se por ventura sua solicitação tenha sido negada, você pode solicitar em outro banco, tendo em vista que cada banco possui suas próprias políticas de concessão de crédito.

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio.

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!