O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, foi indicado para o cargo para abrir a caixa-preta das gestões petistas.

O primeiro ato será a divulgação, nesta segunda-feira (19), da lista de 134 empresários que compraram jatinhos a juros subsidiados pelo contribuinte.

O Antagonista obteve a relação de beneficiários, entre eles artistas, banqueiros e empresários — alguns deles envolvidos na Lava Jato ou em outras investigações policiais.

Ao todo, o BNDES emprestou via bancos privados um total superior a R$ 1,9 bilhão para a compra de jatinhos da Embraer.

BNDES

A área técnica do banco estatal calculou em R$ 700 milhões — em valores corrigidos — os subsídios para essas operações.

Abaixo você pode conferir a relação dos proprietários das dez aeronaves mais caras bancadas pelo BNDES:

  1. CB Air Taxi Aéreo – R$ 77,78 milhões (2013);
  2. Brasil Warrant Adm de Bens – R$ 75,46 milhões (2013);
  3. Sumatera Participações – R$ 65,96 milhões (2013);
  4. Construtora Estrutural – R$ 64,01 milhões (2012);
  5. Industrial e Comercial Brasileira – R$ 59,11 milhões (2013);
  6. Lojas Riachuelo – R$ 55,52 milhões (2013);
  7. Neo Táxi Aéreo – R$ 44,97 milhões (2011);
  8. Doria Administração de Bens Ltda – R$ 44,03 milhões (2010);
  9. Eurofarma Laboratórios – R$ 43,99 milhões (2014);
  10. JBS S/A – R$ 39,78 milhões (2009);

No topo da lista está o empresário Michael Klein (Casas Bahia), que pagou R$ 77,78 milhões por um jato executivo da Embraer.

A família Moreira Salles (Itaú-Unibanco) também usufruiu da linha de financiamento do BNDES, pagando apenas 4,5% ao ano de juros sobre empréstimo de R$ 75,46 milhões para adquirir uma aeronave em nome da Brasil Warrant Administradora de Bens.

Com Renova Mídia

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.