Bolsa do Povo: saiba como ter acesso à assistência para estudantes

Estão abertas as inscrições para o programa Bolsa do Povo, alunos da rede estadual de ensino do estado de São Paulo podem se inscrever até amanhã.

O programa liberará um auxílio de até R$1 mil para jovens matriculados na rede estadual de ensino em situação de vulnerabilidade social. 

Devido à pandemia de SARs-COv-2 os auxílios e benefícios sociais passaram a ser disponibilizados com mais facilidade. Diante da crescente dificuldade da população para manter as contas em dia, muitos governos estaduais oferecem benefícios como este. 

No estado paulista o auxílio é destinado aos estudantes considerados de baixa renda, eles podem usufruis de um auxílio de até R$1 mil, esse benefício foi batizado como Bolsa do Povo. 

Bolsa do Povo: conheça o programa 

Os alunos em situação de vulnerabilidade podem concorrer ao benefício disponibilizado pelo governo de São Paulo

Os alunos terão até o dia 17 deste mês para efetuar a inscrição, elas devem ser realizadas pelo site bolsadopovo.sp.gov.br. 

O valor anunciado de R$1 mil será  pago parceladamente. Dessa forma os alunos que forem selecionados pelo programa receberão a quantia dividida entre os meses que compõe o período letivo. 

A expectativa é de que o benefício atenda aproximadamente 300 a 500 mil estudantes matriculados nas redes de ensino estaduais. 

Critérios para concorrer ao Bolsa do Povo

Para ter acesso à assistência é preciso corresponder aos parâmetros básicos exigidos pelo programa. 

Um deles é a assiduidade escolar que deve ser de pelo menos 80%. Também é uma condição que estudantes passem de 2 a 3 horas estudando pela aplicação Centro de Mídias SP (CMSP). 

O estudante que quiser participar da seleção para ter acesso à Bolsa do Povo tem de efetuar as avaliações de aprendizagem. 

Os alunos que estiverem frequentando o 3º ano do ensino médio terão que cumprir uma exigência a mais, um dos requisitos para concorrer ao benefício é a realização de atividades preparatórias voltadas para o ENEM. 

Milhares de estudantes considerados vulneráveis

O governo paulista esclareceu que o programa Bolsa do Povo foi desenvolvido para atender estudantes devidamente matriculados em escolas de ensino médio e fundamental da rede de ensino estadual. 

Outra condição obrigatória é a inscrição no CadÚnico para concorrer as Bolsas. Em conformidade com os dados informados pela secretaria de educação, cerca de 770 mil estudantes do estado de São Paulo estão na linha de pobreza e extrema pobreza.

Cerca de 270 mil em situação de vulnerabilidade social. 

Conforme as informações, os alunos selecionados para receber o benefício, deverão cumprir diariamente uma jornada de 4 horas para o recebimento do valor de R$500 mensais pelo tempo que corresponde os meses de agosto a dezembro. 

Comentários estão fechados.