Bolsa Família poderá ter microcrédito de R$ 1 mil em 2021

0

O Bolsa Família poderá ter um microcrédito em 2021 de R$ 1 mil. Isso porque, o governo está avaliando criar um programa de microcrédito para aqueles que recebem o benefício.
Seriam liberados empréstimos entre os valores de R$ 500 até R$ 1 mil.

Como o auxílio emergencial irá terminar no dia 31 de dezembro, o governo está estudando novas medidas para ajudar as camadas mais pobres da população.
Será oferecido ao Bolsa Família o auxílio-creche no valor de R$ 52,00 mensais e para os bons alunos, prêmios de R$ 1 mil.

Foto: Jefferson Rudy / Agência Senado

O governo não revelou de onde virá esse dinheiro que pretende disponibilizar para esta camada da população. Poderá ser pelos recursos orçamentários ou da Caixa Econômica Federal.

Inicialmente, o orçamento do programa não deve ser maior que R$ 2 bilhões.
Pedro Guimarães, presidente da Caixa, disse que pretende transformar o Caixa Tem em um banco digital e realizar a primeira oferta inicial de ações.

Sendo que uma das ações a oferecer, será justamente o microcrédito, com empréstimos que deverão chegar até R$ 1 mil.

O Caixa Tem foi criado para pagar o auxílio emergencial e depois foi estendido para o pagamento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

O governo direcionando os recursos do orçamento para o Bolsa Família, o fundo será estruturado nos moldes do que foi criado para o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

A equipe econômica está avaliando o risco do crédito das operações que será de 100% do fundo ou se vai ser dividido com a Caixa.

Como usar o empréstimo do Bolsa Família?

Existe uma preocupação do Ministério da Cidadania que é o gestor do Programa Bolsa Família, que essa liberação precisa ser pensada com cuidado para que o microcrédito não seja algo que leve somente o consumo imediato sem o uso consciente dos valores.

“Se todos os beneficiários do Bolsa Família receberem esse crédito automaticamente, sem ter acesso aos cursos de educação financeira e aos conceitos do microcrédito, isso se torna um crédito direto ao consumidor. E isso leva a uma inadimplência maior. Essa é uma modalidade de crédito consciente”, disse o Ministério da Cidadania.

De acordo com os dados do Banco Central (BC), a taxa de calores do microcrédito é baixa e atingiu cerca de 2,4% no mês de outubro.

Essa taxa é inferior à inadimplência geral de crédito para pessoa física, que alcançou 3,1% no mesmo mês.

Sendo que na mesma base de comparação, a taxa para o crédito pessoal chegou a 5,7%,
De acordo com dados do Banco Central (BC), a carteira de microcrédito de todos os bancos que operam essa modalidade é de apenas R$ 6,8 bilhões.

O que é microcrédito?

É um empréstimo para pequenos empreendedores, que querem ampliar o seu negócio, comprar equipamentos e entre outros.

Sendo uma proposta do Governo federal para dar incentivo aos microempreendedores e promover o crescimento de renda para a população.

Qual a taxa de juros?

São as taxas de juros mais bixas do mercado, chegando ao máximo de 4% ao mês.
Já os outros empréstimos as taxas chegam até 6% ao mês.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil