Bolsa Família quer incluir mais 200 mil inscritos e ter abono adicional

0

O Bolsa Família poderá passar por mudanças em fevereiro, o que poderá aumentar o número de inscritos em 200 mil. Também existe o desejo de um abono adicional oferecido pelo programa. Para isso, já estaria reservado um valor de R$ 34,8 bilhões.

Novo Bolsa Família

Designed by @rafapress / shutterstock

O desejo do governo federal é incluir mais 200 mil pessoas no programa Bolsa Família. Seriam beneficiados brasileiros que estão em situação de pobreza. Nos planos também estão, criar outros benefícios, como pagamentos extras determinados por mérito escolar, esportivo e científico.

Se a proposta sair do papel, o programa passará a contar com 14,5 milhões de famílias cadastradas, ou seja, um aumento de 200 mil família. O número atual de pessoas atendidas é de 14,3 milhões.

Essas intenções deverão passar pela aprovação do presidente Jair Bolsonaro, que deverá sancionar, porém, precisará ter a concordância do Congresso Nacional.

Aumento no valor das mensalidades

Sendo o novo projeto aprovado, aconteceria um aumento na mensalidade concedida para os beneficiários. Todos eles passariam a receber um valor mínimo de R$ 200.
Atualmente, o valor mínimo pago é de R$ 89,00, sendo que a pessoa precisa estar enquadrada em situação de extrema pobreza.

Novos benefícios

Um dos novos benefícios no Bolsa Família, seria a criação de pagamentos extras que levarão em consideração o empenho de jovens estudantes. Sendo criada a bolsa de mérito escolar, com previsão de implementação apenas em 2022.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil