Bolsonaro afirma que Renda Cidadã não será menor que R$ 300

0

O presidente Jair Bolsonaro avisou ao Ministro da Economia, Paulo Guedes, que o substituto do auxílio emergencial, o não será menor que R$ 300. A informação foi divulgada pelo colunista do jornal O Globo, Lauro Jardim.

Bolsonaro

O novo programa do governo deverá entrar em vigor em janeiro de 2021 e de acordo com o presidente, não pode ter um valor inferior aos R$ 300 que está sendo pago nas novas parcelas do auxílio emergencial, que termina em dezembro.

O Governo Federal quer que assim que o auxílio emergencial termine em dezembro, se coloque em prática o Renda Cidadã, mas, será necessário que o novo programa saia do papel e seja criado logo.

O Renda Cidadã deverá substituir o Bolsa Família e ser uma espécie de continuação do auxílio emergencial. No entanto, o governo vem enfrentando alguns obstáculos para criar o novo programa. Isso porque não se encontrou uma forma de financiar o novo programa.

Em entrevista recente, o ministro Paulo Guedes foi bem categórico, ao dizer, q ue o auxílio emergencial não será prorrogado, sendo finalizado em dezembro de 2020.
Lançamento do programa

Entretanto, será necessário esperar o término das eleições municipais, de acordo com o senador Marcio Bittar, nada acontece nesse período que os olhos estão voltados para eleições.

O que adiou o lançamento do novo programa foi a intenção do governo de usar recursos de precatórios e do Fundeb para financiar o Renda Cidadã.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil