Botijão de gás chega a custar R$ 135 entenda o que vêm causando o aumento de preços

Atualmente, o Brasil passa por uma época de crise econômica e sanitária. Devido ao aumento substancial da inflação as mercadorias e produtos tiveram elevação de preços.

O gás de cozinha é uma das mercadorias que tem registrado maiores aumentos de preço em pouco tempo.

Em alguns estados o botijão de 13 kg chegou a custar R$ 135,00. Muitas famílias deixaram de adquirir o botijão devido ao aumento dos valores. 

Muitos estados estão concedendo a assistência econômica conhecida como vale-gás. O benefício contempla grupos familiares de baixa renda, dessa forma alguns indivíduos conseguem manter o consumo da mercadoria. Entenda o que causa os preços elevados do botijão de gás. 

Por qual razão os preços do botijão de gás estão aumentando?

Diversos fatores influenciam no aumento de preço da mercadoria. Em parte é determinado pela Petrobras mais o acréscimo dos tributos federais, estaduais e dos custos concernentes a distribuição da mercadoria. 

O gás de cozinha é uma mercadoria derivada do petróleo, o material tem sido registrado com preços altos na maioria dos países. Principalmente após a retomada do consumo mundial que havia sido afetado pela pandemia de SARS-CoV-2 (Covid-19). 

O preço dos barris de petróleo aumento em 40% o percentual é registrado desde o início do ano. Presentemente, o gás que consumimos é produto de importação. 

O câmbio também afeta o preço do botijão de gás, o produto importado com a moeda desvalorizada faz com que a mercadoria atinja valores excessivos. 

Devido à desvalorização do real frente a moeda americana os custos da mercadoria são elevados e consumidor final acaba tendo que assumir essas consequências. 

Governo busca alternativas

Tributos federais como PIS/Pasep e Cofins recaiam sobre o valor do gás de cozinha que chega aos consumidores, assim como o tributo estadual ICMS. 

Como medida para tentar amenizar o aumento substancial do produto, o Governo Federal resolveu reduzir os impostos federais sobre a mercadoria. Dessa forma, o único tributo aplicado atualmente é o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Esse imposto é estabelecido pelos governadores dos estados, apesar de não haver aumento do percentual do ICMS, o botijão de gás teve aumento em muitos estados do país, isso vêm pesando no bolso da maioria das famílias brasileiras. 

Em algumas regiões o valor chegou a faixa de R$ 135,00. Os preços da mercadoria vêm oscilando entre R$ 100 e R$ 135, muitos estados oferecem o vale-gás mensal ou trimestralmente para abater parte do valor do botijão. 

Comentários estão fechados.