Busca pela terceirização de serviços de recepção cresceu em 205%

Dados da plataforma oHub, que conecta empresas e fornecedores, também apontam crescimento de outros serviços de facilities, como limpeza e portaria, que cresceram 60% e 51%, respectivamente.

A busca pela terceirização de serviços de recepção cresceu 205% no segundo trimestre deste ano, em relação ao mesmo período de 2020, é o que aponta um levantamento divulgado pelo oHub, plataforma que conecta empresas a mais de 2.200 fornecedores de 500 categorias. 

Outros serviços da categoria de facilities, como limpeza e portaria também cresceram.

O aumento na busca por serviços de limpeza foi de 60% no segundo trimestre de 2021, comparado ao mesmo período do ano passado, enquanto a busca por serviços de portaria cresceu 51% no segundo trimestre de 2021, em relação ao primeiro trimestre do mesmo ano. 

“Neste segundo trimestre do ano começamos a ver uma recuperação mais forte das atividades das empresas e comércios em seus locais físicos e isto se reflete no aumento da busca pela terceirização de facilities”, afirma Alexandre Pajola, fundador do oHub.

Somente em 2020, a plataforma movimentou R$ 35 milhões de reais entre empresas e fornecedores em mais de 500 categorias, que incluem os serviços de facilities (limpeza, portaria e recepção), entre os mais procurados.

A empresa lançou recentemente o Hub de Facilities, que permite localizar fornecedores nas categorias de limpeza, recepção, portaria e mão de obra temporária para CFTV, central telefônica, instalação elétrica, treinamento de brigada, sistemas de ar condicionado, entre outros. 

“A dor que resolvemos é a necessidade de encontrar o fornecedor ideal no menor prazo possível, com transparência sobre a qualificação e valores cobrados por eles”, afirma Pajola. 

Os interessados em contratar serviços de facilities não pagam nada para realizar a cotação, basta acessar o site, escolher o tipo de serviço que deseja cotar, preencher o formulário de orçamento e validar o contato pelo qual prefere receber propostas.

Ao receber os orçamentos, é possível escolher e negociar diretamente com o fornecedor, sem intermédio da plataforma.

Para quem busca clientes, o cadastro nas categorias e regiões nas quais gostaria de atender também é gratuito, basta enviar documentos da empresa e sócios para começar a receber pedidos de orçamentos.

Caso se interesse em responder o pedido, o fornecedor precisa adquirir pacotes de créditos que permitem ter acesso ao contato do contratante.

“Essa é uma forma de resolver a principal lacuna das contratações: a falta de sucesso nas abordagens. Queremos conectar somente aqueles que estão realmente interessados em fechar negócio”, pontua Pajola. 

Para permitir melhores negociações, o oHub não interfere nas tratativas, mas garante ao fornecedor o contato com o cliente e se compromete a devolver os créditos caso ele não consiga entrar em contato.

Com apenas alguns cliques no site, os contratantes podem detalhar o que necessitam, receber contatos de fornecedores verificados e comparar online as propostas. 

Desde a criação do oHub, em 2014, mais de 82 mil empresas já cotaram serviços no site.

A expectativa de Pajola é movimentar R$50 milhões em 2021, para isso a empresa está potencializando as oportunidades para ambas as partes, investindo principalmente em marketing digital (SEM, SEO, inbound e outbound) e parceria com outras plataformas B2B que queiram facilitar a busca por fornecedores.

Sobre o oHub

O oHub é uma plataforma que conecta empresas que buscam fornecedores de serviços com empresas que possam atendê-las. São mais de 500 categorias de serviços, entre elas facilities (limpeza, recepção e segurança), RH e TI. Desde 2014, a plataforma já intermediou mais de 82 mil cotações e somente em 2020 movimentou mais de R$35 milhões.

Comentários estão fechados.