Buscas pelo termo “Abrir MEI” no Google aumentaram 222%

Termo "Abrir MEI" tem aumento de 222% nas buscas do Google

0

Uma pesquisa realizada pela SEMrush, líder global em marketing digital, mostra que o termo “abrir MEI” teve um aumento de 222% nas buscas no Google no mês de agosto de 2020, comparado ao mesmo mês no ano anterior.

Este aumento, reflete os impactos da pandemia, já que o comparativo da quantidade de microempreendedores individuais cadastrados no Portal do Empreendedor, do Governo, no mesmo período, saltou de 8 milhões em 2019 para mais de 10 milhões agora em 2020.

O mesmo levantamento mostrou que março, mês que deu início a pandemia do coronavírus, registrou 74 mil buscas do mesmo termo, enquanto em agosto deste ano o dado pula para 110 mil.

Outros termos que tiveram 100% de aumento nas buscas no Google, segundo levantamento da SEMrush foram: CNPJ, MEI, DAS MEI, CNPJ Receita, MEI boleto, consulta CNPJ, portal do MEI, busca ou cartão CNPJ, simples nacional MEI e situação cadastro MEI.

Alexandre de Carvalho, contador há mais de 20 anos e um dos fundadores do Easymei, aplicativo de auxílio e gestão para microempreendedores, explica que a busca reflete a dificuldade do empreendedor em abrir facilmente sua empresa e gerir seu negócio.

“Ainda há falta de informação e processos muito burocráticos para abertura da empresa. Com isso, o mercado conta hoje com aplicativos que facilitam o processo e ajudam na abertura via internet, com o objetivo de auxiliar o microempreendedor a formalizar seu negócio e aumentar sua renda”.

A taxa de desemprego no país atingiu em agosto, segundo o IBGE, seu maior patamar desde maio, contabilizando 13,7 milhões pessoas.

“Com isso, a formalização do MEI pode ser uma ótima alternativa a regulamentação profissional e criar novas oportunidades no mercado de trabalho”, explica Carvalho.

E como alternativa ao desemprego muitas pessoas tem buscado abrir seu próprio negócio e com isso, o micro e pequeno empreendedor tem ganhado espaço no país.

Segundo pesquisa do Sebrae com a FGV, 30% do valor adicionado do PIB no Brasil, corresponde a micro e pequenas empresas.

“Hoje o MEI é uma das portas de entrada para a abertura do seu negócio no Brasil, por ser uma das formas mais simples e baratas. O empresário só terá a obrigação de pagar o imposto da guia DAS, mensalmente, no valor aproximado de R$55, fazer o relatório mensal e realizar a sua declaração anual” explica Carvalho.

Mas o que poucos empreendedores sabem é sobre os benefícios que abrir sua empresa MEI traz.

“Em contrapartida das obrigações, o empresário terá direito com seu CNPJ a diversos benefícios como auxílio emergencial, licença maternidade, contribuição para aposentadoria, crédito com taxas atraentes em bancos, acesso ao cartão BNDES, plano de saúde empresarial e até desconto oferecido por montadoras para compra de carros 0km”, pontua o executivo.

Para abrir sua empresa MEI de forma fácil e rápida, acesse EasyMei. Fundada em 2020, a startup disponibiliza uma plataforma de auxílio e gestão para microempreendedores.

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática.

Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!