CadÚnico: Confira a lista com os 22 benefícios oferecidos pelo programa

0

O Cadastro Único (comumente conhecido como CadÚnico) é uma ferramenta para identificar e caracterizar famílias de baixa renda, permitindo ao governo entender melhor a realidade socioeconômica da população. Ele contém as seguintes informações: características de residência, identidade de cada pessoa, educação, status de trabalho e renda, etc.

Através dessas informações coletadas pelo Cadastro Único, a União, estados e municípios, podem implementar políticas assistenciais, como programas que já existem hoje para auxiliar essas famílias, como é o caso da Tarifa Social de Energia, Minha Casa Minha Vida, entre outros. 

https://youtu.be/kN8v_osBNbE

Confira agora a lista com os 22 benefícios oferecidos pelo programa:

  1. Aposentadoria para Pessoas de Baixa Renda;
  2. Tarifa Social de Energia Elétrica;
  3. Benefício de Prestação Continuada (BPC);
  4. Programa Minha Casa Minha Vida;
  5. Carteira do Idoso;
  6. Bolsa Família;
  7. Telefone Popular;
  8. Isenção de Pagamento de Taxa de Inscrição em Concursos Públicos;
  9. Programas Cisternas;
  10. Água para Todos;
  11. Bolsa Verde (Programa de Apoio à Conservação Ambiental);
  12. Bolsa Estiagem;
  13. Fomento às Atividades Produtivas Rurais/ Assistência Técnica e Extensão Rural;
  14. Programa Nacional de Reforma Agrária;
  15. Programa Nacional de Crédito Fundiário;
  16. Crédito Instalação;
  17. ENEM;
  18. Serviços Assistenciais;
  19. Programa Brasil Alfabetizado;
  20. Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti);
  21. Identidade Jovem (ID Jovem);
  22. Carta Social.

Como se inscrever no cadastro único? 

Visitas domiciliares periódicas são promovidas pelo município às famílias de baixa renda para efetuar o cadastramento. Mas a família que ganha até meio salário mínimo por pessoa, ou a família ganha até 3 salários mínimos de renda mensal ​total, e ainda não está inscrita no Cadastro Único, pode buscar por  um CRAS – Centro de Referência em Assistência Social no município e solicitar o cadastramento.

Para que o cadastramento possa ser realizado, é muito importante ter uma pessoa responsável pela família para responder às perguntas, é preciso que essa pessoa faça parte da família, more na mesma casa e tenha pelo menos 16 anos. 

Para o responsável pela família, de preferência uma mulher, é necessário o CPF ou Título de Eleitor. Exceção: no caso de responsável por famílias indígenas e quilombolas, pode ser apresentado qualquer um dos documentos abaixo. Não precisa ser o CPF ou o Título de Eleitor.

Designed by @yanalya / freepik
Designed by @yanalya / freepik

Além dos documentos mencionados ao representante da família é preciso apresentar ao menos um documento de todas as pessoas da família sendo eles: 

  • Certidão de Nascimento; 
  • Certidão de Casamento; 
  • CPF; – Carteira de Identidade (RG); 
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI); 
  • Carteira de Trabalho; ou – Título de Eleitor. 
  • Levar um comprovante de endereço, que pode ser conta de água ou luz. 

Depois de realizado o cadastramento é importante manter os dados sempre atualizados como nascimento de um filho, mudança de casa ou de trabalho ou quando alguém deixar de morar na residência, o responsável familiar deve procurar o CRAS e efetuar a atualização dos dados da família.​

Consigo fazer meu cadastramento pela internet?

Vivemos um cenário pandemico, por isso muitos atendimentos presenciais acabaram migrando para a realização online, para que o serviço de cadastramento e coleta de dados das famílias de baixa renda continue , foi sugerido pela Senadora Elizane Gama, do Cidadania-MA, a implantação do Cadastro Único 100% digital.

Atualmente o cadastramento não é feito de forma online, porém caso aprovada a realização do cadastro único 100% digital, a inscrição passará a acontecer de forma totalmente automatizada, segura e sem risco de fraudes.

Atualmente muitos cidadãos não sabem mas podem já estar inscritos em bancos de dados do Governo federal, porém,  para você saber disso é fácil, basta você consultar através do aplicativo “Meu CadÚnico” ele está disponível para download grátis nas lojas Google Play e Apple Store.

Quando realizado o download, você só precisa inserir os seguintes dados: 

  • Nome completo; 
  • Data de nascimento; 
  • Nome da mãe; Estado.

Atualmente você pode tirar suas dúvidas quanto ao cadúnico pelo telefone através do número 0800 707 2003, esta ligação é gratuita se for realizada através de telefone fixo, ou pelo site Meu CadÚnico, é necessário preencher o formulário com o nome completo, data de nascimento, nome da mãe, município e estado da residência para a consulta.