A Caixa Econômica Federal (CEF) anunciou a suspensão do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), no valor de R$ 1.045,00 que começou a ser disponibilizado nos últimos dias.

A decisão atingiu um grupo de trabalhadores que já deveria ter o dinheiro do auxílio depositado nas contas poupanças sociais digitais do banco.

De acordo com a Caixa, estes beneficiários possuíam pendências nos cadastros pessoais.

Neste caso, requerem informações precisas sobre o endereço, nome da mãe, data de nascimento entre outras que validam a abertura da poupança digital pelo aplicativo Caixa Tem.

Entretanto, o problema é que o banco não deu nenhuma instrução prévia sobre os erros cadastrais, bem como, uma orientação do procedimento a ser seguidos no caso de correções.

Neste caso de saque emergencial do FGTS, tanto a abertura da poupança social digital quando a disponibilização do crédito, deveriam ser automáticos.

Contudo, a instituição havia solicitado que o trabalhador interessado em receber o depósito, informasse o desejo através do aplicativo do benefício.

Agora, a Caixa recomenda que os envolvidos consultem a situação do saque emergencial na mesma plataforma, sendo possível fazer a verificação independente do calendário de depósito, “antecipando eventuais necessidades de atualização cadastral”, segundo destacou o banco que também disse que, ao completar o cadastro, o crédito seria reprogramado.

Segundo o calendário divulgado pela Caixa, o depósito em conta poupança social digital para os nascidos nos meses de janeiro, fevereiro e março estava programado para acontecer nos dias 29 de junho, 6 de julho e 13 de julho, respectivamente.

Por outro lado, o dinheiro estaria disponível apenas para movimentação digital no próprio Caixa Tem, para o pagamento de boletos e compras por aproximação com o auxílio do QR Code.

Os saques e transferências para as demais agências bancárias estão permitidos somente após o dia 25 de julho, devendo o calendário se estender até o dia 14 de novembro.

Como proceder?

A Caixa Econômica sugere que o trabalhador verifique a situação do cadastro através do site ou aplicativo do saque emergencial do FGTS, além do telefone: 111.

Logo após, o beneficiário receberá uma mensagem informando se há ou não a necessidade de atualização do cadastro, sem ter que comparecer a uma das agências.