Ícone do site Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal

Caixa libera última rodada de saque-aniversário do FGTS, em 2021

Saque do FGTS - Imagem por Ricardo Matsukawa / VEJA.com / editado por Jornal Contábil

Saque do FGTS - Imagem por Ricardo Matsukawa / VEJA.com / editado por Jornal Contábil

Quem ainda não sabe, o saque-aniversário nada mais é que uma das diversas maneiras de resgate do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, mais conhecido pela sigla FGTS

Nos dias de hoje, é mais comum que o trabalhador saque o saldo do FGTS, ou pelo menos parte dele, em decorrência de uma demissão sem justa causa. No entanto, existem diversas situações em que a retirada do dinheiro é permitida, dentre elas está o saque-aniversário. 

Vale ressaltar que a modalidade é opcional, ou seja, é necessário que o trabalhador informe a Caixa Econômica Federal que optou pela modalidade. A adesão fica disponível no mês de aniversário do trabalhador, todavia, o prazo para tal procedimento se encerra ao final do mesmo mês. Sendo assim, nascidos em dezembro. 

No que diz respeito a retirada do dinheiro, a modalidade da 3 meses para realizar o saque parcial do fundo a contar do mês de aniversário. Ou seja, quem nasceu em outubro, por exemplo, pode resgatar o valor até o final de dezembro. 

Saque liberado para os nascidos em dezembro 

Como já dito acima, o prazo para sacar se inicia no mês de aniversário do trabalhador. Desta maneira, desde anteontem, nascidos em dezembro que aderiram à modalidade já podem retirar o dinheiro. 

Cabe salientar que nascidos em outubro que ainda não realizaram o saque, o prazo para tal, continua aberto, em 2021. O mesmo vale para quem comemora aniversário em novembro, todavia, para estes o prazo estende-se até janeiro de 2022. 

É vantajoso aderir ao saque-aniversário?

No sentido desta questão, optar pelo saque-aniversário se tornou vantajoso para diversos grupos, ainda mais, em tempos de pandemia, até porque contar com um dinheiro extra todo ano não é nada mal, e ajuda bastante em situações de aperto. 

Contudo, é preciso que o trabalhador se atente a dois pontos antes de aderir à modalidade. Primeiro estar ciente que o saque é parcial, ou seja, não é possível tirar o valor total presente no fundo, segundo fator é que ao optar pelo saque-aniversário pede-se o direito de regate do FGTS em uma eventual demissão sem justa causa, podendo retornar ao saque-rescisão, apenas depois de 24 meses completos. 

Quanto eu posso sacar do fundo na modalidade?

O valor que poderá ser retirado do fundo irá depender de um percentual que varia conforme o saldo em conta, além da aplicação de uma parcela adicional. Confira tabela:

Saldo que o trabalhador tem de FGTSQuantos % do saldo pode ser sacadoParcela adicional que o trabalhador pode receberSaque total no piso da faixaSaque total no topo da faixa
Até R$ 50050%0—–R$ 250
De R$ 500,01 a R$ 1.00040%R$ 50R$ 250R$ 450
De R$ 1.000,01 a R$ 5.00030%R$ 150R$ 450R$ 1.650
De R$ 5.000,01 a R$ 10.00020%R$ 650R$ 1.650R$ 2.650
De R$ 10.000,01 a R$ 15.00015%R$ 1.150R$ 2.650R$ 3.400
De R$ 15.000,01 a R$ 20.00010%R$ 1.900R$ 3.400R$ 3.900
Acima de R$ 20.000,015%R$ 2.900R$ 3.900ilimitado
Sair da versão mobile