Caixa Tem: Saiba como utilizar o Pix para movimentar seu auxílio emergencial

0

O novo sistema brasileiro de pagamentos instantâneos já está em funcionamento.

O Pix criado pelo Banco do Brasil, pode ser utilizado por todos aqueles que precisam fazer movimentações financeiras, incluindo as pessoas que possuem a poupança social digital e utilizam o aplicativo Caixa Tem para ter acesso ao seu auxílio emergencial.

Então, para facilitar ainda mais é possível utilizar a plataforma para fazer a transferência do dinheiro utilizando o Pix.

Então, se você possui a conta digital social e se interessou em saber como funciona, continue acompanhando esse artigo, pois, separamos as principais informações que você precisa saber para fazer um Pix.

Como funciona o Pix?

A ferramenta possibilita a movimentação financeira à qualquer dia e hora, incluindo aos finais de semana.

Além disso, o dinheiro é recebido em poucos segundos a partir da transação.

De acordo com o Banco Central,  já foram registradas 12,2 milhões de operações o que resultou na movimentação de R$ 9,3 bilhões durante a primeira semana de funcionamento. 

Vale ressaltar que esse serviço é gratuito e futuramente, a intenção é de que o sistema seja substituto dos tradicionais boletos bancários, TED, DOC.

Mas para utilizar todas as vantagens do Pix, como a agilidade nas transações, é importante fazer o cadastro das chaves que são utilizadas no momento da transferência de valores. 

Chaves Pix 

Quem utiliza o Caixa Tem precisa cadastrar suas informações, que serão utilizadas para identificar as contas durante a transação.

Desta forma, não é necessário ficar digitando os vários números da informar agência, conta, banco e CPF ou CNPJ para fazer as transações. 

caixa tem

Então, saiba que você pode cadastrar até cinco chaves no Caixa Tem, porém, se você tiver outras contas também é possível cadastrar novas chaves para a utilização do Pix em outras instituições financeiras.

Dentre as informações que podem ser utilizadas como chaves estão: 

  • CPF;
  • Endereço de e-mail;
  • Telefone;
  • Chave aleatória (letras e números que são gerados pelo Banco Central).

Transferência pelo Pix

Após ter feito o cadastro das chaves, o beneficiário deve acessar o aplicativo Caixa Tem e escolher  a opção “Pix – pagamentos instantâneos”.

Feito isso, basta clicar em “pagar” e escolher  a opção “pagar ou transferir via chave Pix”.

Assim, é necessário digitar apenas a chave pix da conta que irá receber a transferência.

Outra opção de transferência é a captura com a câmera do celular o QR Code gerado pelo recebedor.

A ferramenta pode ser utilizada também por aqueles que possuem conta corrente ou poupança na Caixa. 

Caixa Tem 

O aplicativo foi criado para facilitar que os beneficiários pudessem receber o recurso durante a pandemia.

Com a liberação dos saques do recurso ao longo desta semana para nascidos entre os meses de junho à setembro, podem ser sacadas as parcelas que variam entre R$300 (auxílio emergencial extensão) e R$600 auxílio emergencial. 

Através da disponibilização desta ferramenta, a intenção também é evitar as filas que resultam em aglomeração de pessoas nas agências da Caixa Econômica Federal.

Assim, os beneficiários podem ter acesso às informações de uma forma mais simples e sem sair de casa, pois, são disponibilizadas várias funcionalidades, como por exemplo, a consulta do valor recebido, pagamentos de boletos, compra presencial ou on-line utilizando o cartão virtual, dentre outras funções. 

Por Samara Arruda