Caixa Tem vai oferecer cartão e empréstimos para pessoas de baixa renda

Caixa Tem deverá oferecer crédito pré-aprovado para seus clientes

O Caixa Tem é um aplicativo de serviços sociais e transações bancarias criado pelo governo para facilitar o pagamento do auxílio emergencial. Desde abril do ano passado, o Caixa Tem está se aperfeiçoando e em breve deverá lançar novos serviços. Um deles será a liberação de cartão e empréstimos para as pessoas de baixa renda.

Empréstimos de até R$ 3 mil

Será uma linha de microcrédito oferecido pelo aplicativo Caixa Tem. Segundo o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, o novo serviço estará disponível em breve, se possível, ainda em 2021.

A proposta é oferecer um empréstimo para as pessoas de baixa renda, elas poderiam solicitar valores entre R$ 500 e R$ 3 mil. O valor já estaria pré-aprovado dentro do app. O pagamento das parcelas poderiam ser entre 18 e 24 meses.

Segundo Guimarães, a medida é mais uma forma de estimular a economia frente à atual crise sanitária pela qual o país está passando.

O microcrédito deverá beneficiar ao todo 30 milhões de pessoas que estão em situação de vulnerabilidade. Sendo possível aos beneficiários do Bolsa Família também solicitar o empréstimo.

As quantias foram estipuladas em valores baixos para evitar a inadimplência, ou seja, o cliente terá condições de arcar com as parcelas dos empréstimos. Além disso, o cidadão saberá exatamente o valor da parcela que irá pagar.

Pedro Guimarães ressaltou que a “bancarização” do cidadão facilitou a criação da linha de crédito. Foram inseridos ao sistema bancário 38 milhões de brasileiros. Eram cidadãos que nunca teriam acesso a crédito agora junto às instituições financeiras.

O Caixa Tem atualmente possui 67 milhões de clientes que interessam a Caixa Econômica Federal, que deseja mantê-los nas Contas de Poupança Social.

A novidade está forma de contratação do empréstimo que só poderá ser realizado pelo aplicativo, sem a necessidade de o cliente ter que ir ao banco e enfrentar filas. Os juros deverão ser mais baixos que os praticados pelo mercado tradicional.

O banco garante que a linha de microcrédito vai ajudar a rena familiar ativa durante a atual crise sanitária e econômica. Também possibilitará as pessoas a terem seus negócios próprios.

Comentários estão fechados.