Cálculo de IRRF na folha de pagamento: Saiba como fazer

0

A folha de pagamento é um documento para fins operacionais, financeiros e fiscais, que qualquer empresa, deve por obrigação elaborar a cada mês em atividade.  

Pensando nisso, na matéria de hoje vamos explicar como é feito o cálculo do IRRF na folha de pagamento. Continue conosco e fique por dentro do assunto. 

O que é IRRF?

A sigla IRRF quer dizer Imposto de Renda Retido na Fonte, trata-se do salário bruto menos o desconto da contribuição previdenciária. 

Este valor na folha de pagamento vai depender do salário mensal do funcionário, ou seja quanto maior for o salário, maior será o valor descontado. 

É muito importante estar atento a isto, pois, são diversos detalhes de vencimentos e contribuições no qual se houver falha pode ocasionar dores de cabeça.

Acompanhe a nossa matéria até o final que vamos tirar uma das maiores dúvidas dos profissionais, que é na hora de montar a folha  e como calcular o IRRF. 

Você sabe  que é Imposto de Renda?

Em muitos países existem impostos de renda, ele trata-se de uma dedução de uma parcela da renda média anual de uma pessoa para o repasse do governo. 

Ela pode ser descontada como na renda fixa, ou na renda média anual, isto vai depender do regime tributário adotado pelo país em questão. 

No Brasil o IR é descontado mensalmente e no ano seguinte o contribuinte faz uma declaração de imposto de renda para ajuste anual, do quanto deve ou do quanto tem de restituição por pagar valores a  mais.

Qual é o órgão responsável pelo IR no Brasil?

No nosso país é a Receita Federal, o IR que é retido na fonte é uma obrigação tributária que é de responsabilidade das empresas por reter o beneficiário da renda. 

Você sabe somar os vencimentos? 

Primeiramente, para calcular o IRRF é necessário obter seu salário bruto e para que isso aconteça, basta somar todos os vencimentos do colaborador e será este valor que servirá de base para os descontos. 

Nesta soma, deve-se considerar:

  • Salário base;
  • É necessário verificar se o funcionário tem outros vencimentos, como : Salário família, descanso semanal remunerado, adicional noturno, horas extras, entre outros. 
Designed by @snowing / freepik
Designed by @snowing / freepik

Como é descontado o valor do INSS?

Somando os vencimentos, logo você terá a base para o desconto da contribuição previdenciária, as alíquotas serão de 8% a 11%, tendo um limite de R $604, 44.

Veja abaixo as faixas das contribuições:

  • Salário bruto até R$ 1.659,38 – 8% de INSS;
  • Salário bruto de R$ 1.659,39 a R$ 2.765,66 – 9% de INSS;
  • Salário bruto de R$ 2.765,67 a R$ 5.531,31 – 11% de INSS;
  • A partir de R $5.531,32 – R $604,44 de INSS.

Veja como calcular o IRRF na folha de pagamento 

Vamos te dar um exemplo

O senhor João tem a remuneração bruta de R $3.000  e em cima deste valor incide R $330 (11%) , portanto a base de cálculo do IRRF é de R $2.670. 

Mas antes de tudo verifique se o funcionário tem dependentes legais, pois são descontados R $189,59, do resultado obtido por cada dependente.

Pode ser considerado como dependente:

  • Cônjuge;
  • Filhos até 21 anos;
  • Pais e avós (que não tenham fonte de renda);

Se um trabalhador tem a base de R $2.670,00 que foi o nosso exemplo acima e ele possui um filho dependente e paga pensão alimentícia para outro filho de R $200,00, nesta situação a base de cálculo será de R $2.280,41. 

Tendo a visão da base real do imposto, é possível identificar a faixa de percentual em que o funcionário se encaixa. Veja: 

  • 1ª faixa: 7,5% para bases de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65;
  • 2ª faixa: 15% para bases de R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05;
  • 3ª faixa: 22,5% para bases de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68;
  • 4ª faixa: 27,5% para bases a partir de R $4.664,69.

Ressaltando que renda de até R $1.903,98 são isentas da contribuição.

Abaixo vamos mostrar os percentuais, pois, cada uma delas tem uma dedução definida, veja:

  • 1ª faixa: R$ 142,80;
  • 2ª faixa: R$ 354,80;
  • 3ª faixa: R$ 636,13;
  • 4ª faixa: R $869,36.

Com isso , terá a seguinte conta:

  • R$ 2.280,41 x 7,5% = R$ 171,03;
  • R $171,03 – R $142,80 = R $28,23 de tributo retido.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Por Laís Oliveira