Nesta quinta-feira, 23, a Caixa Econômica Federal (CEF), divulgou um novo calendário.

Entretanto, este é destinado à regularização daquelas contas poupança social digital que foram bloqueadas por suspeitas de fraude pelo auxílio emergencial.

As datas estipuladas devem ser seguidas para que os afetados pelo bloqueio, possam comparecer à uma agência bancária da Caixa e regularizar o acesso. 

A medida foi tomada após observar mais um dia de extensas filas no exterior das agências.

Conforme apurado pela instituição, 51% dos acessos bloqueados se referem a suspeitas de fraude no benefício.

Neste sentido, ao se direcionar a uma agência, o trabalhador deverá estar munido de um documento de identidade para que possa solicitar o desbloqueio. 

Calendário

Mês de aniversário Data para início dos desbloqueios

Jan/Fev/Mar Até 24 de julho

Abr/Mai De 27 a 31 de julho

Jun/Jul De 3 a 7 de agosto

Ago/Set/Out De 10 a 14 de agosto

Nov/Dez De 17 a 21 de agosto

Os trabalhadores que possuem dúvidas sobre o bloqueio e necessidade de regularização da conta, precisam entrar no aplicativo do Caixa Tem, onde, se for o caso, aparecerá a seguinte mensagem: “É necessário regularizar o seu Acesso. Procure uma agência, de acordo com o seu calendário de recebimento”

auxilio emergencial

Suspensão por documentação pendente

Um balanço realizado pela Caixa também apontou que 49% das contas que tiveram os acessos suspensos também foram bloqueados, desta vez, pela falta de apresentação de toda a documentação necessária.

Neste caso, a ida até uma agência bancária para resolver o problema não é necessária, todo o procedimento pode e deve ser regularizado diretamente pelo aplicativo. 

Para isso, basta realizar um novo acesso no Caixa Tem e enviar o restante da documentação solicitada.

É preciso ir até o menu e selecionar a opção “Liberar Acesso”, neste momento, o beneficiário receberá a seguinte mensagem: “Para finalizar a validação do cadastro, vamos precisar que envie seus documentos pelo WhatsApp”.

Na sequência, outra mensagem dirá “Para iniciar a conversa, clique no link abaixo e mande a palavra: CADASTRO”.

O endereço que aparecerá, irá redirecionar o usuário para uma janela no WhatsApp, onde, ao iniciar a conversa, os documentos pendentes serão solicitados. 

Segundo o presidente da Caixa Econômica, Paulo Guimarães, a maioria das contas bloqueados foram usadas por hackers que, se aproveitaram da liberação para utilizar um mesmo celular no cadastro de vários pedidos do Auxílio Emergencial.

Na oportunidade, ele ressaltou que, infelizmente, pessoas honestas também foram afetadas pela medida de penalização através do bloqueio. 

Informações do Ministério da Cidadania apontaram que, 1.303.127 milhão de CPFs foram enviados à Caixa para o bloqueio e análise complexa por suspeita de fraude.

Entretanto, ainda não é possível afirmar que esses CPFs sejam considerados cancelados ou inelegíveis ao recebimento do benefício.