Canais de vendas para comprar na Black Friday 2020

0

De acordo com estudo realizado pela Neotrust/Compre&Confie, em parceria com a ABComm, a Black Friday de 2020 deve gerar 10,9 milhões de pedidos, alta de 77,2% em comparação ao ano passado.

E com a data cada vez mais próxima, uma das questões que os consumidores devem analisar é por qual canal de vendas vão realizar as compras dos itens que pretendem adquirir durante a sexta-feira de descontos, que acontece em todo o Brasil.

Veja a lista como algumas dicas sobre os principais canais:

1. E-commerces

O e-commerce é uma loja virtual.

E espera-se que este canal seja o mais usado pelos brasileiros durante a Black Friday de 2020, já que a data deve ser a mais digital dos últimos anos, devido ao comércio online ter se tornado ainda mais fundamental durante a pandemia.

As vendas online representam uma maior comodidade, precisando apenas se atentar a alguns itens de segurança para não cair em golpes: checar o endereço do site de vendas, verificar se na url da loja, antes do “www” tem o protocolo “https”, pesquisar a procedência da empresa em sites como ReclameAqui, Ebit e outros, se entrega no prazo e se o produto é de qualidade. 

2. Marketplaces

O marketplace é como um shopping online, que possibilita que várias marcas anunciem dentro dele e, assim, sejam vistas por um número maior de pessoas.

A maioria dos grandes e-commerces atuais como, Mercado Livre, Americanas, Submarino, Magazine Luiza, entre outros, trabalha com o este sistema de marketplace.

Também é uma boa opção de compra, já que são diversas as ofertas realizadas pelos parceiros dentro das plataformas. Neste caso, em relação aos cuidados na hora de usar este canal de vendas, valem as mesmas precauções para qualquer compra online.

black friday

3. Televendas

Diversas empresas do Brasil contam com televendas, que nada mais é do que um canal de vendas por telefone, onde é possível falar com vendedores, negociar e finalizar a compra, tudo por este meio.

O único ponto muito importante para se atentar ao utilizar o televendas é sobre garantir que está ligando para o número oficial, que realmente presta atendimento para a loja/empresa que você tem interesse, para evitar cair em fraudes.

O Abri.com.br, que é uma plataforma que reúne os SACs das principais empresas do Brasil, também informa os televendas das mesmas, incluindo os horários que estes canais prestam atendimento.

4. WhatsApp

Assim como o televendas, muitas lojas também estão disponibilizando o contato via WhatsApp, onde é possível conversar diretamente com vendedores e comprar de forma rápida.

A Casas Bahia, por exemplo, que é uma das maiores no setor varejista, informa que disponibiliza mais de 20 mil vendedores no “zap” prontos para atender e vender para os clientes nesta Black Friday.

Além da rede, outras lojas também estão usando o canal como fonte de interação com os consumidores.

5. Lojas Físicas

Ainda que com uma menor representatividade na Black Friday deste ano, também serão vistas ofertas direcionadas às lojas físicas.

Porém, devido ao distanciamento social, grande parte das empresas que já atuam na internet estão migrando suas melhores ofertas para as lojas online, justamente para evitar aglomerações, já que o período é o que os consumidores mais costumam se direcionar às lojas.

Em geral, para quem tem oportunidade de usar os outros meios, o melhor é aproveitar a comodidade e realizar a compra sem sair de casa.