Neste ano, uma das datas mais esperadas pelos foliões e também por aqueles que amam feriados prolongados, o Carnaval, começará oficialmente na sexta-feira, dia 21 de fevereiro, mas, muito antes deste dia, as principais cidades turísticas do país já estão realizando festas, o que é uma ótima oportunidade para quem oferece serviços e produtos. Veja três dicas para aumentar as suas vendas nesta temporada de folia.

1. Esteja no lugar certo e na hora certa
Se o seu negócio é de alimentação, ou de adereços, e está na rota ou próximo de onde acontecem os blocos de carnaval e estações de metrô, vale estudar a possibilidade adequar o horário de atendimento para atender os foliões. Outra ideia é investir em carrinhos para vender itens entre os festeiros — mas, atenção, é preciso realizar um cadastro previamente para isso.

2. Facilite para turistas
Já para aqueles que trabalham com hospedagem, uma opção para aumentar o lucro é montar pacotes promocionais para receber os foliões de outras localidades. A divulgação pode ser feita por meio das redes sociais, com baixo investimento, mas com grande possibilidade de retorno, se as ações forem direcionadas ao público correto. Outro ponto importante e que pode ser um diferencial, é oferecer o serviço de reserva on-line em seu próprio site. Como para isso é preciso capturar informações pessoais, sua página deverá estar protegida por um Certificado SSL, como o Site Seguro, que evitará o roubo de dados. Já tem SSL? Verifique se ele está válido para que o seu site não fique vulnerável e exiba a mensagem de “não seguro”, afastando seus possíveis hospedes e colocando em risco sua reputação.

3. Venda na internet
Para quem comercializa acessórios e fantasias há um grande mercado. Muitos foliões, por conta da praticidade e variedade, costumam comprar seus adereços pela internet. Então, se você tem uma loja virtual, a dica anterior, sobre o SSL, também vale. Afinal, garantir uma boa experiência aos seus clientes é fundamental para o sucesso do seu negócio.

Outra possibilidade para ampliar sua receita, é fazer parcerias com as lojas virtuais consagradas que atuam como marketplaces. Neste caso, quem tem Certificado Digital sai à frente, pois as plataformas mais conhecidas exigem de seus parceiros o e-CNPJ por conta da emissão da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e para a assinatura de contrato de parceria.

Ou seja: se você ainda não tem um Certificado Digital ou precisa renová-lo, procure por uma Autoridade Certificadora, como a Certisign que tem pontos de atendimento em todo o Brasil e emite o Certificado Digital na hora. Assim você não perde as oportunidades da temporada de folia.

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta. E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

A Certisign é pioneira e a maior Autoridade Certificadora do Brasil.