Carros PcD com melhor custo-benefício e valor de compra atualizado

1414

A demanda por carros PcD – modelos com isenções de tributos para Pessoas com Deficiência – cresceu consideravelmente nos últimos anos e os fabricantes viram neste um mercado promissor. Praticamente todas as marcas têm departamentos e versões de carros específicos para este tipo de venda direta, o que provocou também uma saudável variedade de modelos, ofertas e condições. Elencamos sete carros PcD com melhor custo-benefício, de diferentes segmentos e marcas.

Optamos por modelos com preços até R$ 70 mil, que é o limite estabelecido por lei para compra com isenção de ICMS e IPI – acima disso só é possível o desconto do IPI. A legislação diz que para se obter o abatimento é preciso que o carro seja automóvel de passeio fabricado no Mercosul e tenha motorização até 2.0 flex.

Honda Fit Personal

Preço com isençõesR$ 52.670
Preço cheioR$ 68.760
Motor1.5 16V de 116/115 cv
Transmissãocâmbio automático do tipo CVT

Principais equipamentos: controles de estabilidade e tração, assistente à partida em rampas, Isofix, luzes diurnas de LEDs, alerta de frenagem de emergência, ar-condicionado, direção elétrica, trio, chave tipo canivete com telecomando para as portas e controle de cruzeiro.

O Fit inaugura o ranking de carros para PcD com melhor custo-benefício, pois consegue oferecer espaço interno otimizado sem ter dimensões exageradas por fora. O monovolume ainda dispõe de modularidade dos bancos, além da boa reputação da marca e da fama de carro que “não dá problema”. O conjunto com motor 1.5 e caixa CVT tem desempenho apenas necessário e competente.

O Fit PcD é bem equipado, mas as rodas são de aço e não vem com um simples som.

Volkswagen Virtus 1.6 MSI

Preço com isenções  R$ 48.910
Preço cheioR$ 68.870
Motor1.6 16V de 117/110 cv
Transmissãocâmbio automático de seis marchas

Principais equipamentos: quatro airbags, Isofix, alerta de frenagem de emergência, ar-condicionado, direção elétrica, vidros e travas elétricos, chave tipo canivete com telecomando para as portas, som com Bluetooth, USB e comandos no volante, computador de bordo, indicador de troca de marcha e suporte para celular

O sedã da VW tem em seus principais atributos o comportamento dinâmico, o eficiente desempenho do motor MSI com a caixa automática e o pós-venda com preços bastante competitivos. A dirigibilidade também é o ponto forte do modelo. Apesar dos quatro airbags, deve itens de segurança, o comando elétrico dos retrovisores é opcional, assim como as rodas de liga-leve.

Fiat Argo Precision 1.8 AT

Preço com isençõesR$ 51.375
Preço cheioR$ 69.990
Motor1.8 16V de 139/135 cv
Transmissãocâmbio automático de seis marchas

Principais equipamentos: controles de estabilidade e tração, assistente à partida em rampas, Isofix, monitoramento de pressão dos pneus, sensor de ré, ar-condicionado, direção elétrica, trio, central multimídia com som, espelhamento de celular, Bluetooth, USB e comandos no volante, computador de bordo, rodas de liga-leve, faróis de neblina e sistema start/stop do motor

O hatch chama a atenção pela boa posição de dirigir e o acerto da suspensão. O nível de equipamentos também é interessante na versão, apesar da ausência de mais airbags além dos obrigatórios. O motor E.torQ está defasado, mas trabalha bem em altos giros. Em baixas velocidades, contudo, não demonstra qualquer entrosamento com a caixa. O câmbio demora a engatar a marcha correta, o que compromete ainda o consumo.

Ford EcoSport SE Direct 1.5 AT

Preço com isençõesR$ 55.292
Preço cheioR$ 69.990
Motor1.5 12V de 137/130 cv
Transmissãocâmbio automático de seis marchas

Principais equipamentos: controles de estabilidade e tração, assistente à partida em rampas, assistente autônomo de detecção de pedestres, monitoramento dos pneus, Isofix, ar-condicionado, direção elétrica, trio, central multimídia com som, espelhamento de celular, Bluetooth, USB e comandos no volante, chave tipo canivete com telecomando das portas e computador de bordo

O Ford EcoSport ganhou mais disposição e eficiência com o motor tricilíndrico. Além disso, reúne bons itens de segurança e alguns exclusivos, como o detector de pedestres – mas podia oferecer mais airbags e câmera de ré. Na parte de conforto é bem pragmático e usa rodas de aço como outros desta lista. A central Sync é bem intuitiva e o som tem ótima definição.

Toyota Yaris Sedã XL AT

Preço com isençõesR$ 53.645
Preço cheioR$ 68.740
Motor1.5 16V de 110/105 cv
Transmissãocâmbio automático do tipo CVT com sete marchas simuladas

Principais equipamentos: controles de estabilidade e tração, assistente à partida em rampas, luzes diurnas de LEDs, Isofix, regulagem de altura dos faróis, retrovisor eletrocrômico, ar-condicionado, direção elétrica, trio, som com USB e Bluetooth, computador de bordo, controle de cruzeiro, rodas de liga leve e faróis de neblina

A dirigibilidade e a qualidade do Yaris fizeram a diferença. Apesar de dever itens, como mais airbags, câmera de ré e central multimídia, ganha destaque pelo conjunto mecânico com o câmbio CVT de melhor acerto do mercado – herança do irmão maior Corolla.

Ao mesmo tempo, o conforto ao rodar agrada. Sem falar que a marca japonesa tem ótima reputação no mercado, o que valoriza o sedã como seminovo lá na frente. Por esses atributos, o Yaris é o carro PcD com o melhor custo-benefício.

Citroën C4 Cactus Feel

Preço com isençõesR$ 55.228
Preço cheioR$ 69.990
Motor1.6 16V de 137/130 cv
Transmissãocâmbio automático de seis marchas

Principais equipamentos: controles de estabilidade e tração, assistente à partida em rampas, câmera de ré, luzes diurnas, Isofix, monitoramento da pressão dos pneus, ar-condicionado, direção elétrica, trio, central multimídia com USB, Bluetooth e espelhamento de smartphones e computador de bordo.

O descolado e estiloso SUV da marca francesa tem desempenho com reações bastante ágeis do motor e da caixa de seis velocidades. O acabamento caprichado e o comportamento dinâmico são os destaques do modelo, além do design, obviamente. A suspensão com acerto mais firme pena ao conviver com os buracos e a altura do carro dificulta um pouco o acesso à cabine. Também é bem recheado e perdeu o primeiro lugar nos detalhes.

Jornal Contábil e AutoPapo