O Microempreendedor Individual (MEI) interessado em expandir seu empreendimento, ou aquele que deseja iniciar o próprio negócio, agora conta com a opção de solicitar o cartão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) MEI.

Entretanto, é necessário levar algumas questões em consideração antes de solicitar o crédito. 

O que é o cartão BNDES MEI?

O Cartão BNDES MEI se trata de um produto oferecido pela referida instituição bancária no intuito de disponibilizar aos microempreendedores individuais, financiamentos para empresas de qualquer segmento com sede no Brasil, desde que respeitado o limite máximo de faturamento anual de cada categoria. 

Apenas instituições financeiras credenciadas podem emitir o cartão em parceria com o BNDES, uma vez que, somente ela possui os recursos oriundos do crédito.

Entretanto, fica na responsabilidade das agências bancárias parceiras, realizar a análise do pedido, e aprovar ou não a emissão do cartão de acordo com os critérios individuais de cada solicitante. 

Bancos emissores do cartão BNDES:

  • Banco do Brasil;
  • Banco do Nordeste;
  • Banestes; 
  • Banrisul;
  • Bradesco;
  • BRDE;
  • Caixa Econômica Federal;
  • Itaú;
  • Santander;
  • Sicoob.

Cabe ao cliente escolher qual a instituição financeira de seu interesse para emitir o cartão BNDES MEI, sendo possível manter um relacionamento junto à agência que já possui conta (se estiver integrada à lista).

Entretanto, caso o pedido tenha sido recusado, há a possibilidade de fazer uma nova solicitação em outro banco.

Cartão BNDES MEI

É importante saber que o limite do crédito disponibilizado pode chegar a R$ 2 milhões, diante do parcelamento em até 48 meses, com taxa de juros pré-fixada. 

Qual a utilidade do cartão BNDES MEI?

O cartão permite que o MEI tenha um capital de giro para investir na empresa, ou, se for o caso, obter recursos para reverter uma situação de crise financeira, além de possibilitar a ampliação da infraestrutura do negócio próprio.

Com ele, é possível realizar uma série de financiamentos, como a compra de um veículo para a empresa, por exemplo.

Ele também permite a revenda de produtos financiados pelo cartão, entretanto, não é possível comprar produtos usados com o mesmo nome. 

Como solicitar o cartão?

Para que seja possível solicitar o cartão BNDES MEI, é necessário possuir um Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) do MEI ativo.

Além disso, o empresário também precisa estar em dia com as certidões negativas de débitos referentes a créditos, Certificado de Regularidade do FGTS, Comprovação de Regularidade de entrega da RAIS, no caso de o MEI possuir um funcionário com carteira registrada, entre o cumprimento de outras exigências. 

Também é preciso que o MEI possua conta no banco emissor do cartão, uma vez que, as faturas serão cobradas por débito automático em conta corrente.

Sendo assim, para pedir o cartão, basta acessar o site oficial da instituição e selecionar a opção “Solicite seu Cartão BNDES”.

Em seguida, informe o número do CNPJ MEI, escolha a agência emissora e preencha o restante das informações solicitadas. 

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Por Laura Alvarenga