Com a crise causada pela pandemia do novo coronavírus, as ofertas de crédito destinadas ao publico MEI (Microempreendedor Individual) teve um grande salto, isso se deve porque as empresas de pequeno porte estão sem capital de giro, devido ao fechamento do comercio e isolamento social. Logo o crédito se tornou uma grande apoio ao publico empreendedor.

Com todo esse cenário de dúvidas e incertezas o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômica e Social) tem se tornado uma ótima opção para o microempreendedor que está a procura de serviços como empréstimo ou ainda cartão de crédito. O BNDES trás opções com taxas de juros mais baixas e tem como objetivo ajudar no financiamento a médio e longo prazo.

O BNDES dentre seus serviços oferece o cartão de crédito destinado também ao publico MEI. O cartão oferece taxas de juros que chegam a 1,17% ao mês e ainda trás um parcelamento da fatura em até 48 vezes.

Solicitação

Essa opção está destinada somente ao publico MEI, ou seja, para empreendedores que tem um faturamento anual de até R$ 81 mil ou uma média de R$ 6.750 por mês ao longo dos doze meses. É preciso também estar com toda a documentação em dia e no momento da solicitação ter uma residência fixa no país. Outro ponto de atenção é de que o cartão não pode ser utilizado para custear gastos pessoais, o cartão deve ser de uso unica e exclusivamente da empresa.

Principais vantagens

Além de ser destinado ao publico MEI, o cartão BNDES tem uma das menores taxas de juros, cobrando apenas 1,17% no últimos dois meses. Logo, a modalidade se torna uma excelente opção para os pequenos empresários que procuram um apoio financeiro de forma barata e principalmente, viável.

Como mencionado anteriormente, o cartão é destinado somente para as despesas da empresa, sendo elas feitas por compras diretas (por meio de uma conta online feita pelo titular do cartão no Portal do BNDES), ou ainda por meio de compras indiretas (para as negociações, realizadas com fornecedores, que deve incluir a transação no portal o cartão do BNDES).

A data de vencimento ocorre sempre a cada 15 dias e a forma de pagamento é feita via débito automático na conta corrente do microempreendedor, ma mesma que é informada no no processo de solicitação do cartão.

Veja como solicitar o cartão BNDES para MEI

Para conseguir acesso ao cartão BNDES o primeiro passo é ter uma conta corrente em algum destes bancos:

  • Banco do Brasil
  • Banco do Nordeste
  • Banrisul
  • Benestes
  • Bradesco
  • BRDE
  • Caixa Econômica Federal
  • Itaú
  • Sicoob
  • Sicredi

O segundo passo é acessar o site do BNDES e clicar na opção “Solicite seu Cartão” em seguida preencher um formulário, que solicitará informações como o CNPJ e a Classificação nacional de Atividades Econômicas (CNAE). Feito isso, selecione o banco ao qual será vinculado o cartão (algum dos citados à cima) e por fim, faz-se o envio da proposta.

Após o processo de solicitação o empresário deverá comparecer a agência do banco ao qual foi informado no ato da solicitação e apresentar os seguintes documentos:

  • Atas de eleição dos administradores;
  • Balanço Patrimonial;
  • Certidão Negativa de Débito (CND);
  • Certidão de regularidade do FGTS (solicitada no site do FGTS);
  • Contrato Social da Empresa.

Caso a documentação citada não for necessária, a instituição bancária escolhida pelo microempreendedor terá o prazo de até 30 dias para enviar o cartão de crédito ao endereço que você preencheu no formulário de requerimento.

Atenção! Caso sua solicitação não seja aprovada, será possível realizar uma nova solicitação para outra instituição bancaria listada a cima que você tenha conta corrente, tendo em vista que as políticas de concessão de crédito podem variar de banco para banco.