Muitas dúvidas existem em relação a Diferença entre Certificado Digital e Certificado MEI, gerando dor de cabeça aos novos MEI’s.

Primeiramente, Certificado Digital e-CNPJ, Certificado MEI, Cartão CNPJ não são a mesma coisa.

O Certificado Digital (A1 e A3) é um arquivo eletrônico que funciona como uma assinatura digital para pessoas físicas e jurídicas, o Certificado MEI é um documento que certifica sua empresa como aberta e ele possui informações pessoais do titular da empresa e o Cartão CNPJ é um documento que contém todas as informações sobre a sua empresa.

Abaixo, você poderá aprender mais sobre esse tema, portanto, continue conosco até o final deste artigo e tenha uma ótima leitura!

Afinal, quais são as diferenças?

Essas dúvidas podem aparecer de forma rotineira para o MEI, com algo bastante simples como emitir uma Nota Fiscal, ou dar entrada em algum processo de sua empresa.

Então vejamos as Diferenças entre Certificado Digital e-CNPJ, Certificado MEI, Cartão CNPJ.

Certificado Digital e-CNPJ

É sua identificação no meio eletrônico e permite realizar diversos serviços.

Por meio da criptografia usada no certificado, o arquivo pode ter a sua autenticidade verificada, ganhando validade jurídica e fiscal.

Além disso, o documento pode ser assinado digitalmente, evitando idas e vindas do escritório para o cartório.

Desse modo, os profissionais e as empresas ganham tempo, economizam dinheiro e obtêm uma boa vantagem competitiva em relação à concorrência.

Os certificados digitais são divididos em dois tipos: A1 e A3. O A1 é disponibilizado em formato digital, como um arquivo que é instalado no computador ou sistema que fará a emissão de notas ou outro serviço.

A3, por sua vez, funciona por meio do uso de uma ferramenta física, como um cartão ou um token — um dispositivo parecido com um pen drive.

Para ser usado, é preciso que o aparelho seja conectado ao computador, ou seja, é necessário estar sempre com ele em mãos para poder usá-lo.

Os emissores de certificado digital se chamam Autoridade Certificadora, assim, é necessário buscar por uma. 

Quais os benefícios?

Após escolher o tipo do certificado, faça o pagamento e o cadastro para, em seguida, agendar uma validação presencial.

Nessa ocasião, será feita a instalação no sistema e deverão ser entregues documentos que comprovam as informações cadastradas.

Como o certificado é um dispositivo de segurança e tem validade jurídica, é preciso estar com a documentação correta da empresa.

Depois da comprovação de documentos, um código de segurança será enviado via e-mail ou instalado em seu token (pendrive). 

Alguns dos benefícios:

  • Alterações contratuais, se houver;
  • Comunicação ágil com órgãos importantes — Prefeitura, Governo do Estado, Receita Federal e INSS, Etc;
  • Contrato social, estatuto da empresa ou requerimento de empresário;
  • Eleição da diretoria atual e documentos de estabelecimento, se for o caso;
  • Executar transações bancárias;
  • Fazer procurações;
  • Outros documentos específicos referente à atividade da empresa;
  • Ter acesso ampliado no site da Receita Federal do Brasil (RFB).
Certificado digital

Certificado MEI (Microempreendedor Individual)

É um comprovante que certifica que sua empresa está aberta, além de comprovar a sua inscrição no CNPJ e Junta Comercial do seu Estado, valendo como alvará de funcionamento do seu negócio.

Além disso, consta também no documento a informação de alvará provisório, com o prazo de validade de 180 dias, podendo se tornar definitivo caso a prefeitura aprove.

Para saber se é necessário solicitar o alvará definitivo, o microempreendedor individual (MEI) deve ir à prefeitura de seu município assim que formaliza a abertura da sua empresa.

A documentação varia de acordo com cada município, e alguns negócios podem precisar de uma vistoria da vigilância sanitária ou do alvará do Corpo de Bombeiros.

O Certificado MEI não permite a emissão de nota fiscal, pois o mesmo é só um comprovante, sendo necessário o Certificado Digital e-CNPJ para a emissão de nota fiscal.

Cartão CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica)

O cartão CNPJ traz os dados de cadastro da sua empresa na Receita Federal.

É utilizado por pessoas físicas e jurídicas interessadas em verificar qual é a situação dela.

Ele serve para identificar se o estabelecimento está devidamente cadastrado e ativo com o Fisco, servindo como comprovante de sua existência e regularidade.

É uma espécie de RG da sua empresa e pode ser utilizado em diversas situações:

  • Abertura de conta corrente de pessoa jurídica;
  • Solicitação de empréstimo bancário;
  • Solicitação de financiamentos em nome da empresa;
  • Cadastro da empresa nos órgãos públicos;
  • Regularização da empresa com os órgãos públicos;
  • Participação em licitações públicas;
  • Cadastro em fornecedores para parcelamento de compras.

Lembrando também que, o Cartão CNPJ não permite a emissão de nota fiscal, pois o mesmo é só um comprovante, sendo necessário o Certificado Digital e-CNPJ para a emissão de nota fiscal.

DICA EXTRA JORNAL CONTÁBIL: Imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

O nosso parceiro Viver de Contabilidade criou um programa completo que ensina tudo que um contador precisa saber no dia a dia, Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa da Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Fonte: Emitte