Cidadão que se inscrever no CadÚnico pode contar com 24 benefícios

0

Muita gente já ouviu falar no Cadastro Único, mais conhecido como CadÚnico, mas muitas delas não sabem de fato do que se trata. O CadÚnico é uma espécie de banco de dados que constam informações relativas as famílias brasileiras que se enquadrem na situação de pobreza ou extrema pobreza.

Através desse banco de dados o Governo Federal, Estados e municípios, conseguem identificar quem realmente necessita de assistência para a implementação de políticas públicas que possam melhorar a qualidade de vida dessas pessoas.

Logo, diversos programas sociais destinada a esses cidadãos estão disponíveis para quem se inscreve no CadÚnico, se você quer conhecer quais benefícios pode receber ao se cadastrar e como fazer, continue acompanhando!

cadunico
cadunico

Benefícios para Inscritos no CadÚnico

  • Água para todos
  • Aposentadoria para Pessoas de Baixa Renda
  • Programa Brasil Alfabetizado
  • Auxílio Emergencial
  • Benefício de Prestação Continuada (BPC)
  • Bolsa Estiagem
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti)
  • Bolsa Família
  • Bolsa Verde (Programa de Apoio à Conservação Ambiental)
  • Carta Social
  • Programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais
  • Carteira do Idoso
  • Casa Verde e Amarela
  • Crédito Instalação
  • ENEM
  • Programa Nacional de Crédito Fundiário
  • Identidade Jovem (ID Jovem)
  • Isenção de Pagamento de Taxa de Inscrição em Concursos Públicos
  • Programa Nacional de Reforma Agrária
  • Rural
  • Serviços Assistenciais
  • Programas Cisternas
  • Tarifa Social de Energia Elétrica
  • Telefone Popular

Quem pode se inscrever no CadÚnico

Como o CadÚnico é destinado aos cidadãos de baixa renda, é necessário se enquadrar em alguns requisitos para poder se cadastrar, sendo eles:

  • famílias que ganham até meio salário mínimo (R$ 522,50) por pessoa.;
  • famílias que anham até três salários mínimos (R$ 3.135) de renda mensal total;
  • famílias que tenham uma renda acima dos valores acima, mas que recebam ou pretendam receber algum programa ou benefício que usa o Cadastro Único.

Vale lembrar que cidadão que se encontre em situação de rua também podem se inscrever, independente do quadro familiar. Caso o cidadão se enquadre nas características acima, basta se dirigir ao Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) mais próximo do município em que vive.

O cadastramento não é feito pela internet! É preciso ir até o setor responsável pelo Cadastro Único em sua cidade para se inscrever. Em caso de dúvidas procure atendimento junto a prefeitura.

Requisitos para inscrição

  • Ter uma pessoa responsável pela família para responder às perguntas do cadastro. Essa pessoa deve fazer parte da família, morar na mesma casa e ter pelo menos 16 anos.
  • Para o responsável pela família, de preferência uma mulher, é necessário o CPF ou Título de Eleitor.
  • Exceção: no caso de responsável por famílias indígenas e quilombolas, pode ser apresentado qualquer um dos documentos abaixo. Não precisa ser o CPF ou o Título de Eleitor.

Além disso, é importante apresentar pelo menos um dos documentos a seguir de todos os membros da família: 

Outro ponto importante é apresentar ao menos um documento original de todos os membros que vivem na mesma residência, podendo ser:

  • Certidão de Nascimento;
  • Certidão de Casamento;
  • CPF;
  • Carteira de Identidade (RG);
  • Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (RANI);
  • Carteira de Trabalho;
  • Título de Eleitor.