Cinco curiosidades sobre o QR Code

0

Bancos digitais, cartões para milhas, identificação facial, biometria, QR Code: o mundo mudou muito nos últimos anos, por conta da tecnologia, e nós estamos cada vez mais imersos na realidade virtual.

Embora esteja presente em diversas publicidades – você já deve ter visto que, no cantinho da tela, sempre há um código! -, o QR Code ainda é visto com estranheza por boa parte do público. 

Os mais jovens, antenados como são, tendem a utilizá-lo com mais frequência. Os mais velhos ainda não descobriram a sua magia, mas acreditamos que é questão de tempo até que o QR invada o cotidiano de todo mundo.

De onde surgiu a ideia? Como ela foi desenvolvida e qual é a sua finalidade? Neste artigo, falaremos um pouco mais sobre o desenvolvimentos dos códigos em questão, além de oferecer 5 curiosidades bem interessantes sobre eles. Confira!

QR Code: de onde veio?

A história é um pouco antiga: em 1994, a Denso-Wave, empresa subsidiária da Toyota, desenvolveu um símbolo bidimensional que deveria ser utilizado para facilitar a leitura e a catalogação de ferramentas e componentes de automóveis.

O símbolo foi apelidado de QR Code, onde QR significa Quick Response, ou seja, resposta rápida.

O QR Code tem a capacidade de armazenar uma quantidade imensa de caracteres e, por isso, está anos luz à frente do código de barras tradicional. Por conta de sua tecnologia, o QR Code pode armazenar textos, endereços de e-mail, informações pessoais, códigos de descontos, entre outras coisas.

Como se sabe, o código tem sido muito utilizado na publicidade, como maneira de integrar o mundo real ao mundo virtual, e para promover aos clientes novas experiências de compra ou relacionamento com as marcas.

Para que as pessoas possam ter acesso ao conteúdo contido no QR Code, é necessário ter, no smartphone ou tablet, um aplicativo de leitura. É fácil encontrar aplicativos do gênero tanto na Apple Store quanto na loja do Google, que é utilizada por usuários do sistema Android.

QR Code

5 Curiosidades sobre o Quick Response Code

Após esse breve panorama, passemos para as curiosidades relacionadas ao QR Code. A primeira delas é: você sabia que é possível emitir um Comprovante de Inscrição no CPF (Cadastro de Pessoa Física) em QR Code?

Para fazer isso, o usuário deve acessar o Centro Virtual de Atendimento, no site da Receita Federal, clicar em “Acessar com certificado digital”, “cadastro” e, então, em “CPF – Cadastro de Pessoas Físicas”. Lá, basta selecionar a opção “Comprovante de Inscrição no CPF”.

O comprovante, que é emitido pela Secretaria da Receita Federal do Brasil, vem com hora e data de emissão e pode ser impresso. 

É possível colocá-lo em cartões de visitas

Cansado do óbvio? Aposte em QR Codes nos seus cartões de visita: como já comentamos, você pode utilizar o código para guardar uma série de informações pertinentes.

Que tipo de conteúdo pode ir no QR Code? Muita coisa: detalhes sobre o seu trabalho, um pequeno resumo do seu currículo, depoimentos de clientes e um compilado de endereços de e-mail, telefones e similares.

Pode ser utilizado para captar mais doações

Organizações não-governamentais e pessoas que estão em busca de doações para causas têm apostado no QR Code como forma de incentivar as doações.

Ao adicionar um código nos flyers, panfletos e similares, as organizações conseguem levar possíveis doadores diretamente ao site da instituição ou ao site de crowdfunding, o que facilita a vida de todos os envolvidos.

O QR Code também permite aos criadores da iniciativa medirem o sucesso de cada evento ou empreitada: é possível verificar a quantidade de utilizações após cada ação de marketing, para saber o que funciona melhor com cada público.

É possível criar QR Codes em várias plataformas

Existem, hoje, centenas de sites que permitem ao usuário criar um QR Code personalizado, com informações de diversas ordens.

Quer fazer um convite de aniversário diferenciado (para quando a pandemia passar, claro)? Coloque a localização do espaço onde ocorrerá a festa em um QR Code.

Quer levar um possível cliente ao seu portfólio de trabalho? QR Code!

A melhor parte é que, dado o fato de que os geradores são bem simples, não é necessário ter grandes conhecimentos de T.I. para criá-los.

É possível fazer QR Codes mais “moderninhos”

Já tem o costume de utilizar a ferramenta, mas gostaria de dar um “algo a mais” aos seus codes? Experimente acrescentar imagens aos códigos.

Parece estranho, mas há aplicativos, como o QRHACKER, que permitem ao usuário fazer uma personalização “a mais” no seu QR Code, acrescentando ícones e imagens pertinentes ao nicho do negócio. Algumas funções do aplicativo são pagas, é verdade, mas esse pode ser um diferencial e tanto!