Especialista recomenda organização e antecedência na entrega para quem pretenda evitar problemas com a Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física

Mais uma vez está nas mãos do contribuinte prevenir surpresas desagradáveis ao preencher e enviar sua Declaração do Imposto de Renda.

“Como sempre, é recomendável manter os documentos bem organizados e fazer o envio longe da correria dos últimos dias, já que o prazo se estende até 28 de abril”, afirma Marcia Ruiz Alcazar, contadora e diretora comercial da Seteco Consultoria Contábil.

No campo das novidades trazidas pela Receita Federal este ano, a especialista destaca a ampliação dos recursos on line, com a atualização automática de dados e a entrega sem necessidade de instalação do programa RECEITANET. Além disso, o sistema vai armazenar os dados digitados para facilitar futuros preenchimentos.

Quanto às exigências, passa a ser obrigatório mencionar o CPF dos dependentes a partir de 12 anos de idade e também a indicação de celular e e-mail, como forma de ampliar a comunicação da Receita com o contribuinte.

Por fim, foi remodelada a ficha de rendimentos isentos e não tributáveis, que agora distingue os valores por beneficiário, como já ocorria com os rendimentos tributáveis.

“São relativamente poucas as mudanças, mas certamente quem observá-las à risca dará um passo decisivo no cumprimento sem sobressaltos dessa obrigação anual”, conclui Marcia. Via (Reperkut)

Comente

Comentários

Deixe uma resposta