Site icon Jornal Contábil – Contabilidade, MEI , crédito, INSS, Receita Federal

Como conferir se os meus depósitos do FGTS estão sendo feitos?

Fonte: Google

Fonte: Google

Ao trabalhar de carteira assinada, o trabalhador adquire direitos junto ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Um deles é o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

Todo empregador é obrigado a depositar mensalmente o FGTS para os seus colaboradores. O valor deve ser correspondente a 8% do salário, depositado até o dia 7 de cada mês, numa conta da Caixa Econômica. 

Considerado por muitos como uma poupança, esse dinheiro pode ser um salvador na hora de uma demissão sem justa causa ou pode ser usado para pagar uma dívida, fazer um fundo emergencial e realizar sonhos como viajar em família, reformar a casa, pagar a faculdade do filho, entre outros.

Mas como conferir se a empresa empregadora está cumprindo com o depósito? Nessa leitura vamos contar como você pode descobrir se a empresa deposita corretamente o seu FGTS e o que fazer caso isso não esteja acontecendo. Acompanhe.

Como posso consultar o saldo do meu FGTS?

Há mais de uma maneira de descobrir se seu patrão está realizando os depósitos corretamente. Veja as principais formas de conferir o seu saldo. Escolha a que você se sinta mais confortável e mãos à obra. 

Através do Aplicativo FGTS

A maneira mais moderna e segura de acessar a sua conta do FGTS sem sair de casa é pelo aplicativo do FGTS.  É possível baixar o aplicativo gratuitamente para o seu celular nas lojas oficiais do Google Play ou App Store. O serviço é válido para contas ativas e, também, inativas.

Após ter o aplicativo instalado no seu aparelho, será preciso seguir um passo a passo simples para efetivar o seu cadastro. Veja:

  1. Abra o aplicativo e clique na opção “cadastre-se”;
  2. Preencha todos os campos solicitados. Aqui terão informações como nome completo, CPF, data de nascimento e email. Revise após preencher;
  3. Cadastre uma senha numérica de 6 dígitos. É importante que seja uma senha forte, então evite data de aniversário ou sequências lógicas;
  4. Clique no botão “não sou um robô”;
  5. Chegará um email de confirmação para você. Abra seu email e clique no link da mensagem que foi enviada;
  6. Agora faça o login com seu CPF e com a senha cadastrada;
  7. Aparecerão algumas perguntas, responda para verificação;
  8. Lei as condições de uso e marque a caixinha “li e concordo”, depois clique em continuar. Pronto! Agora é só verificar o extrato.

Através de mensagens de texto (SMS)

O envio de mensagens para o seu celular informando as atualizações sobre o saldo do seu fundo de garantia  também é uma opção disponibilizada pela Caixa Econômica Federal gratuitamente. 

O cadastro pode ser feito pelo site da Caixa ou pelo terminal de autoatendimento e a partir daí receba por mensagens de texto (SMS) as informações mensais sobre os depósitos realizados na sua conta e as possibilidades de saque do seu FGTS.

Através do site da Caixa Econômica Federal

Além de autorizar o envio de mensagens para o seu celular sobre as movimentações na sua conta do FGTS, no site da Caixa você também pode acessar o saldo de todas as suas contas vinculadas ao Fundo de Garantia. 

Para se cadastrar, acesse o site, informe o número do seu NIS (PIS / PASEP) ou CPF e cadastre uma senha ou use a do seu Cartão Cidadão. 

Continue o cadastro ao ler o regulamento e concordar com os termos, além de preencher todos os campos com seus dados pessoais.

Nas próprias agências da Caixa Econômica Federal

Se você tem alguma dificuldade em lidar com a tecnologia, também existe a opção de ir pessoalmente até uma agência da Caixa e solicitar o seu extrato do Fundo de Garantia. Apresente seu CPF ou número do PIS e saberá as informações sobre seu FGTS.

Meu FGTS não está sendo depositado. O que fazer?

Na hipótese de você ter conferido seu extrato de FGTS e ter descoberto que seu patrão não está realizando os depósitos mensalmente, algumas atitudes podem ser tomadas.

Em primeiro lugar, nada como uma boa conversa para saber o que está acontecendo. Solicite que a situação esteja regularizada e continue acompanhando todo mês a fim de verificar o andamento.

Caso a situação continue pendente, é possível solicitar uma ação trabalhista na Superintendência Regional do Trabalho (SRT) para que aconteça uma fiscalização. Se mesmo assim o valor não for depositado devidamente, a SRT pode aplicar uma multa na empresa.

Se for o caso de você não estar mais trabalhando na empresa, é preciso entrar com uma ação trabalhista na justiça com um pedido de rescisão indireta. Entre em contato com um advogado a fim de dar andamento ao seu caso. 

Por: Ana Luzia Rodrigues

Dica Extra do Jornal Contábil: Você gostaria de trabalhar com o Departamento Pessoal?

Já percebeu as oportunidades que essa área proporciona?

Conheça o programa completo que ensina todas as etapas do DP, desde entender os Conceitos, Regras, Normas e Leis que regem a área, até as rotinas e procedimentos como Admissão, Demissão, eSocial, FGTS, Férias, 13o Salário e tudo mais que você precisa dominar para atuar na área.

Se você pretende trabalhar com Departamento Pessoal, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um profissional qualificado.

Sair da versão mobile