Estar com o nome sujo é uma verdadeira dor de cabeça. Várias portas se fecham para você, quando as coisas não vão bem financeiramente. E não pense que é só você que está com esse problema, são inúmeras pessoas que precisam seguir em frente em não sabem como, pois, não conseguem crédito no mercado.

Pagar as contas está sendo impossível com a falta do dinheiro. Nesse momento não existe outra opção, senão buscar uma alternativa, um empréstimo. Mas, como conseguir, se o nome está sujo?

Negativados podem conseguir empréstimos

Para quem está numa situação difícil, a Caixa Econômica Federal (CEF) está oferecendo algumas opções de crédito que são livres de consultas aos órgãos de proteção ao crédito como o SPC e Seresa.

Para quem está com restrições no CPF, a CEF libera créditos livres de até R$ 100 mil para ter garantia o banco aceita penhor de bens e até mesmo o próprio Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Opções oferecidas pela Caixa

Penhor

Linha de crédito que pode ser uma vantagem para você porque possui uma das menores taxas do mercado, com um algo a mais, sem burocracias. Com o Penhor, você já sai do banco com dinheiro na mão e, não precisa se preocupar, seus bens ficam seguros nos cofres da Caixa.

Novas regras no Penhor

Aconteceu uma mudança nas regras do penhor, que deu uma vantagem, o aumento do valor do ouro, também a alteração do percentual máximo de empréstimo quando o bem é avaliado (antes 80% e agora está em 85%).

Agora, os prazos de contratação pode variar de 1 a 180 dias, com um limite mínimo de R$ 50,00, e o máximo em R$ 100 mil. Entretanto, você pode renovar o seu contrato quantas vezes for preciso. Quando você termina de quitar o seu contrato, recebe de volta o seu bem.

Fique atento: Os limites para empréstimos podem chegar em até 100% do valor da garantia para quem recebe o crédito salário na Caixa.

Veja quais o bens a Caixa aceita para ser penhorado

  • Metais Nobres;
  • Diamantes Lapidados;
  • Pérolas;
  • Joias;
  • Relógios;
  • Canetas;
  • Pratarias.

Saque-aniversário do FGTS como garantia

Será possível que o beneficiário utilize o saque-aniversário do FGTS, na antecipação de até três parcelas (como garantia). A aprovação para o empréstimo é bem fácil, sem burocracias. Você não passará por consultas no SPC e Seresa.

Mas, está opção só está disponível para o trabalhador que aderiu ao saque-aniversário, quando se faz uma retirada anual do Fundo de Garantia.