Como demitir um funcionário: Saiba o que fazer e o que NÃO deve fazer

Uma das situações mais desagradáveis que alguém pode passar no ambiente de trabalho, de qualquer lado que esteja, é o momento de dispensar um funcionário. Saber como demitir um funcionário pode ajudar a diminuir o peso dessa atividade.

Para quem é demitido, é claro, pode ser um momento bastante traumático, mas para o gestor também não é nada fácil.

Achar o equilíbrio entre ter respeito e empatia pelo funcionário que está sendo mandado embora, mas sem se deixar levar pelas emoções. Ser claro e objetivo, mas sem parecer frio e indiferente, são alguns dos maiores desafios.

No entanto, até mesmo pela falta de conhecimento, alguns empresários cometem deslizes no momento da demissão, os quais podem trazer sérios problemas para a empresa.

Neste artigo, vamos mostrar a você quais são os equívocos que não devem ser cometidos e dicas de como demitir um funcionário, de maneira adequada. Acompanhe.

Como demitir um funcionário de forma correta?

Apesar de variar muito de um caso para outro, alguns passos básicos podem ser tomados para tentar tornar essa experiência o menos desagradável possível.

Confira nossas recomendações!

1. Escolha o ambiente e a hora ideal

Novamente é importante saber quando demitir um funcionário.

Peça para falar com ele em particular, seja na sua sala ou em uma sala de reunião mais reservada. Mas aja naturalmente, sem transparecer um clima de enterro, nem ficar fazendo piadinhas nervosas para tentar descontrair.

É preferível comunicar no começo da semana e no começo do expediente, para que tanto o funcionário demitido quanto a equipe tenham tempo para absorver a notícia.

2. Vá direto ao ponto

Não enrole para revelar que o motivo da reunião é para comunicar a demissão.

O funcionário não deve ficar em dúvida se o que está ouvindo é apenas mais um feedback ou uma justificativa de desligamento.

Nesses casos, se prolongar demais para chegar ao ponto causa uma angústia desnecessária.

3. Seja educado, mas objetivo

Procure manter um clima cordial e tranquilo durante a reunião. Explique com clareza, de forma objetiva, os motivos da demissão, se possível, retome os pontos que já foram discutidos nas avaliações periódicas.

Reconheça as contribuições positivas do funcionário que forem devidas, mas não elogie excessivamente para não parecer que está entrando em contradição.

Evite pedir desculpas ou mostrar algum tipo de arrependimento na decisão.

É necessário passar segurança na resolução, já que não é reversível.

Caso precise repetir alguma informação ou esclarecer melhor algum ponto, tenha paciência. Se é um momento difícil para você, imagine como está sendo para o funcionário demitido.

4. Comunique a equipe

Rumores sobre a demissão de um colega podem gerar um clima organizacional de insegurança entre os demais colaboradores também.

Outro ponto importante em como demitir um funcionário é agir com transparência, comunicar os motivos da demissão de forma objetiva, mas sem expor demais o funcionário demitido, para não dar margem aos boatos negativos.

Demitir funcionário não é uma tarefa fácil, mas se não tiver certos cuidados pode tornar a experiência ainda mais traumática, tanto para o demitido quanto para a própria empresa.

5. Reflita sobre as lições aprendidas

É possível que uma falha de performance de um funcionário também reflita falhas de liderança ou nos processos da empresa.

Por isso, é sempre produtivo procurar aprender com essas experiências e buscar oportunidades de melhoria para construir uma equipe de sucesso.

Como demitir um funcionário: quais os principais erros?

Agora que você sabe como demitir um funcionário, é importante ter mente, também, o que não fazer.

A seguir, listamos os 7 principais erros que devem ser evitados ao dispensar um funcionário. Veja!

1. Não planejar o desligamento

Quando demitir um funcionário?

O planejamento é a melhor maneira de evitar que a experiência da demissão seja ainda mais desagradável, do que é por natureza.

Você deve estar certo da decisão, garantir que todos os passos foram tomados de acordo com as instruções do processo de desligamento, estabelecidos pelo departamento de Recursos Humanos, e que toda a documentação necessária estará em mãos na hora de comunicar o desligamento.

A falta de preparo pode levar a uma comunicação ineficaz. Assim, passará a impressão ao funcionário de que não existia um motivo válido para a sua demissão ou que o processo não está sendo feito de forma transparente.

2. Não esclarecer o verdadeiro motivo do desligamento

Existem diferentes motivos para demitir um funcionário e é preciso ser claro quanto a isso.

A falta de clareza na comunicação pode gerar discussões e conflitos desnecessários, em um momento em que os nervos ficarão à flor da pele.

Por isso, é importante que todas as justificativas dessa decisão estejam muito bem alinhadasantes de realizar o desligamento e comunicar o funcionário.

Tentar contornar a situação para não parecer muito negativo ou elogiar o funcionário para “amaciar” o golpe são estratégias falhas, que só causam maior frustração na pessoa que está sendo desligada.

Mentir então, deve estar fora de cogitação. O ideal é comunicar de maneira objetiva e breve o motivo para demitir o funcionário. Talvez, prestar algum esclarecimento, caso seja necessário.

Entretanto, evite prolongar muito a discussão, pois a decisão é definitiva.

3. Não fazer avaliações periódicas

Uma atividade da empresa, que pode ajudar no aprendizado de como demitir um funcionário é ofeedback contínuo, por meio de avaliações de desempenho periódicas. 

O desligamento não pode ser uma total surpresa para o funcionário. As avaliações periódicas devem ser feitas para comunicar os pontos a serem melhorados, para que a pessoa tenha a oportunidade de corrigir possíveis falhas.

Somente após a comunicação dos problemas de desempenho e de ter sido dada a chance para melhorar, é que a demissão é recomendada.

4. Delegar a comunicação para outro líder

O ideal é que o desligamento seja feito pelo supervisor direto, a mesma pessoa responsável pelas avaliações periódicas.

Delegar ao RH ou a qualquer outro líder pode passar a impressão de que não houve consenso na decisão. Isso prejudica, e muito, a clareza da comunicação.

5. Não saber explicar ao demitido os próximos passos ou quais são os direitos trabalhistas

Antes de tudo, vale se informar devidamente com o RH para esclarecer quaisquer dúvidas sobre os passo a passo da rescisão.

Além de ser parte das responsabilidades do gestor passar todas as informações necessárias ao funcionário que está sendo desligado, não convém criar animosidade nesse momento tão delicado.

Garanta que o funcionário demitido será tratado com respeito e sem descaso até o fim do processo de demissão.

6. Não realizar o desligamento em particular

A comunicação deve ser feita em um local reservado. Ou seja, longe dos olhos e dos ouvidos do resto da equipe, para evitar constrangimento e exposição desnecessária do funcionário.

No máximo, é recomendada a presença de alguém de RH para servir de testemunha e prestar esclarecimentos sobre os procedimentos da demissão.

7. Acompanhar a saída do demitido de forma ostensiva, cortando acessos sem avisar previamente

Ao mesmo tempo que é preciso ter certos cuidados com a segurança dos dados e do patrimônio da empresa — afinal, por mais que exista uma relação de confiança durante o período de contratação, nunca se sabe com uma pessoa pode reagir à notícia da demissão — também não convém tratar um ex-colaborador de uma maneira hostil.

Bloquear o acesso do funcionário ao computador ou ao restaurante da empresa sem comunicação prévia, pode causar um constrangimento desnecessário.

Na dúvida, acompanhe o funcionário para recolher suas coisas ou resgatar algum arquivo pessoal do computador. Somente se ele mostrar sinais de agressividade, envolva a segurança do local.

E ai? As dicas sobre como demitir um funcionário foram úteis? Novamente, fique atento para não cometer os deslizes tão comuns na hora de demitir funcionário.

Lembre-se de que, apesar de ele não ter superado suas expectativas quanto ao trabalho, ele precisa receber essa difícil notícia da melhor forma possível, enxergando a demissão como uma oportunidade de avaliar suas falhas e aprender com seus erros.

DICA: Se prepare e se especialize em Departamento Pessoal

Conheça nosso treinamento completo e totalmente na prática de departamento pessoal e eSocial para contadores. Aprenda todos os detalhes do departamento pessoal de forma simples e descomplicada. Saiba tudo sobre regras, documentos, procedimentos, leis e tudo que envolve o setor, além de dominar o eSocial por completo. Essa é a sua grande oportunidade de aprender todos os procedimentos na prática com profissionais experientes e atuantes no segmento, clique aqui acesse já!

Conteúdo original Xerpa