Está disponibilizado na Internet uma página do Ministério da Cidadania com o passo a passo para devolver o Auxílio Emergencial recebido indevidamente.

coronavoucher

Muitas pessoas que receberam de forma irregular o Auxílio Emergencial de R$ 600 deverão devolver a quantia por não se enquadrarem nos requisitos para receber o benefício.

206 mil pagamentos apresentam indícios de irregularidades só na primeira parcela, na segunda parcela, são mais 37 mil. De acordo com a Controladoria Geral da União (CGU), em maio foi contabilizado mais de 318 mil agentes públicos na lista de recebimentos do auxílio.

O cruzamento de informações dos órgãos não consegue mostrar especificamente se as pessoas portadoras desses CPFs cometeram fraude ou se foram vítimas de golpistas que usaram seus documentos indevidamente.

Devolução Auxílio Emergencial

Para fazer a devolução do auxílio recebido indevidamente, você deverá acessar: devolucaoauxilioemergencial.cidadania.gov.br.

Ao entrar na página, informar o CPF de quem irá fazer a devolução;
Selecionar a opção de pagamento da GRU – Banco do Brasil ou qualquer banco
Para pagamento no Banco do Brasil, basta marcar a opção Não sou um robô e clicar no botão Emitir GRU.

Para pagamento em qualquer banco, é necessário informar o endereço do beneficiário, conforme informações que serão pedidas após selecionar Em qualquer Banco, marcar a opção Não sou um robô e clicar no botão Emitir GRU.

De posse da GRU, é necessário fazer o pagamento nos diversos canais de atendimento dos bancos como a internet, os terminais de autoatendimento e os guichês de caixa das agências, lembrando que a GRU com opção de pagamento no Banco do Brasil só pode ser para canais e agências do próprio banco”.